Áudio imersivo em podcasts:

o recurso binaural na construção de narrativas ficcionais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2020v17n2p90

Palavras-chave:

Podcast, Áudio imersivo, Áudio binaural

Resumo

O presente artigo traz uma discussão sobre o uso do áudio binaural, popularmente conhecido como áudio 3D, na composição de narrativas em podcasts ficcionais, potencializando uma experiência imersiva ao ouvinte. Dessa forma, apresentamos como o podcast se enquadra na formatação radiofônica e recorremos ao Darkest Night, produção que utiliza o recurso binaural em suas histórias para colocar o ouvinte no centro de uma memória recuperada que soa como se estivesse acontecendo em tempo real. O principal objetivo desta pesquisa é investigar como esse recurso potencializa a capacidade imersiva da produção. Como principal contribuição dessa análise, propomos a categorização em três vertentes para o uso do áudio binaural na construção de narrativas ficcionais: na voz do personagem, na ação sonora e na composição do cenário acústico.

Biografia do Autor

Luana Viana, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Doutoranda em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), membro do Grupo de Pesquisa Convergência e Jornalismo (PPGCOM/UFOP) e do Grupo de Pesquisa Laboratório de Mídia Digital (PPGCOM/UFJF).

Referências

ABREU, João Batista. Estética do imaginário. Anais do XXXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – Intercom, Foz do Iguaçu, 2014.

BALSEBRE, Armand. A linguagem radiofônica. In: MEDITSCH, Eduardo. (org.). Teorias do rádio: textos e contextos – v. 1. Florianópolis: Insular, 2005.

BARBOSA FILHO, André. Gêneros radiofônicos: os formatos e os programas em áudio. São Paulo: Paulinas, 2003.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Portugal: Edições 70, 1977.

BOLTER, Jay David; GRUSIN, Richard. Remediation: understanding news media. Cambridge: The MIT Press, 2000.

BOUTIÉ, Philippe. Will this kill that?: Will digital media forever change communications? Journal of Communication Management, v. 1. Iss: 3, p. 272 – 279, 1997.

BRUCK, Mozahir Salomão. Um novo estatuto para a escuta radiofônica. Logos (UERJ. Impresso), v. 18, n. 2, p. 20-30, 2011.

DARKEST NIGHT: [Autores]: Christopher Bloodworth e Jimmy Juliano. [S. l.]: Project Cyclops, 31 out. 2016. Podcast. Disponível em: http://www.darkestnightpod.com. Acesso em: 6 jul. 2018.

FRANÇA, Rafael Ferreira. Indutor de ondas cerebrais por batimento binaural. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Positivo: Curitiba, 2008.

GARCÍA GONZÁLEZ, A. De la radio interactiva a la radio transmedia: nuevas perspectivas para los profesionales del medio, Icono 14, volumen 11 (2), pp. 251-267, 2013.

HOOK AUDIO. How to start a binaural audio podcast, 24 julho 2017a. Disponível em: https://hookeaudio.com/blog/podcasting/start-binaural-audio-podcast/ Acesso em: 2 jul. 2018.

HOOK AUDIO. The History of Binaural Audio, Part I: The First Experiments, 1881-1939, 27 julho 2017b. Disponível em: https://hookeaudio.com/blog/binaural-3d-audio/the-history-of-binaural-audio-part-1/ Acesso em: 4 mar. 2020.

KAPLÚN, Mario. Produção de Programas de Rádio: do roteiro à direção. Tradução:Eduardo Meditsch e Juliana Gobbi Betti. Porto Alegre: Insular, 2017.

KISCHINHEVSKY, Marcelo; MODESTO, Cláudia Figueiredo. Interações e mediações, instâncias de apreensão da comunicação radiofônica. Questões Transversais – Revista de Epistemologias da Comunicação, v. 2, p. 12-20, 2014.

KISCHINHEVSKY, Marcelo. Rádio e mídias sociais: mediações e interações radiofônicas em plataformas digitais de comunicação. 1. ed. Rio de Janeiro: Mauad X, v. 1. 152p. 2016.

KISCHINHEVSKY, Marcelo. Rádio social: mapeando novas práticas interacionais sonoras. Revista Famecos, Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, v. 19, n. 2, p. 410-437, maio-ago. 2012.

LONGHI, Raquel Ritter. Narrativas imersivas no ciberjornalismo. Entre interfaces e Realidade Virtual. Rizoma, v. 5, p. 224-234, 2017. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/rizoma/article/view/8933 Acesso em: 17 set. 2020.

LOPEZ, Debora; VIANA, Luana; AVELAR, Kamilla. Imersividade como estratégia narrativa em podcasts investigativos: pistas para um radiojornalismo transmídia em In the Dark. Anais do 27º Encontro Anual da Compós. Belo Horizonte: Compós, 2018.

MEDEIROS, Marcello Santos de. Podcasting: Um Antípoda Radiofônico. Anais do XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Intercom, Brasília, 2006.

ORTRIWANO, Gisela. A informação no rádio: os grupos de poder e determinação de conteúdo. São Paulo: Summus, 1985.

PRIMO, Alex. Para além da emissão sonora: as interações no podcasting. Intexto, Porto Alegre, n. 13, 2005.

QUADROS, Mirian Redin; LOPEZ, Debora Cristina. Rádio e redes sociais: novas ferramentas para velhos usos? Intexto (UFRGS. Online), v. 30, p. 166-183, 2014.

SCHLOTFELDT, Gabriela; RODIGHERO, Mateus Mecca. A Relação do Podcast com o Audiodrama no Caso do Programa “Welcome to Night Vale”. In: Anais do 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. São Paulo: Intercom, 2017.

SPRITZER, Mirna. O corpo tornado voz: a experiência pedagógica da peça radiofônica. 2005. Tese (Doutoramento em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

THE INFINITE dial. On the rise: steady growth for podcasts, rapid growth for smart speakers, 8 Março 2018. Disponível em: https://www.edisonresearch.com/infinite-dial-2018/. Acesso em: 5 jul. 2018.

THE PARAGON COLLECTIVE. Darkest Night, 10 outubro 2016. Disponível em: https://www.acast.com/darkestnight Acesso em: 3 jul. 2018.

VIANA, Luana. Das ondas sonoras à web: Um panorama conceitual e histórico sobre a expansão radiofônica no Brasil. Anais do IX Encontro dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação Social de Minas Gerais (ECOMIG). Belo Horizonte: Ecomig, v. 1, p. 1-18, 2017.

Downloads

Publicado

2020-12-18