Fotojornalismo cidadão: comentário sobre contradições na fé redentora da cidadania

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2021.75093

Palavras-chave:

midialivrismo, testemunho, fotojornalismo

Resumo

Vamos discutir neste artigo algumas das potências e contradições depositadas na esperança de democratização da cidadania após a ampliação do consumo de massa de dispositivos móveis inteligentes, sobretudo no uso de um conceito alargado de fotojornalismo, qual seja, o fotojornalismo cidadão. Esperamos apresentar alguns contrapontos que criticam uma possível diluição do jornalismo ou fotojornalismo clássico no jornalismo cidadão ou fotojornalismo cidadão. Além disso, pretendemos aproximar as contradições às quais estão sujeitos os agentes do chamado “midialivrismo” e do fotojornalismo profissional.

Biografia do Autor

Douglas Feitosa Romão, Universidade Federal Fluminense

Doutorando em Comunicação pelo PPGCOM - UFF.

Referências

APGAUA, Renata. O Linux e a perspectiva da dádiva. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 10, n. 21, p. 221-240, jan./jun. 2004. Disponível em: http:// www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832004000100010. Acesso em: 22 jun. 2020.

BONI, Paulo César; SOUZA, Fabio. Fotojornalismo cidadão: a fotografia a serviço da cidadania. Revista Studium 27, Campinas. Disponível em: http://www. studium.iar.unicamp.br/27/2/index. Acesso em: 22 jun. 2020.

DELOITTE. Global Mobile Consumer Survey 2017. Disponível em: https:// www2.deloitte.com/br/pt/pages/technology-media-and-telecommunications/arti- cles/mobile-survey.html. Acesso em: 22 jun. 2020.

DOUGLAS, Mary; ISHERWOOD, Baron. O mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro: UFRJ, 2004.

FGV. 29a Pesquisa Anual do Uso de TI. Disponível em: https://eaesp.fgv.br/ensi- noeconhecimento/centros/cia/pesquisa. Acesso em: 22 jun. 2020.

Franceinter. Syrie: jusqu’où montrer la barbarie? Disponível em: http://www. franceinter.fr/blog-autopsie-dune-photo-syrie-jusqu-ou-montrer-la-barbarie. Acesso em: 22 jun. 2020.

France24. Prix Bayeux : un reportage insoutenable en Syrie primé par le public. Disponível em: http://www.france24.com/fr/20141012-prix-bayeux-images-deca- pitation-syrie-recompensees-le-public-ei-jihadistes. Acesso em: 20 jun. 2020.

KOPYTOFF, Igor. A biografia cultural das coisas: a mercantilização como processo. In: APPADURAI, ARJUN. A vida social das coisas. Niterói: EDUFF, 2008.

MALINI, Fábio; ANTOUN, Henrique. A internet e a rua: ciberativismo e mobili- zação nas redes sociais. Porto Alegre: Sulina, 2013.

MAGOS, Vincent. Il faut refuser de regarder les images des mises à mort. Slate, 15 de setembro de 2014. Disponível em: http://www.slate.fr/story/92145/refuser-regar- der-images-etat-islamique. Acesso em: 20 jun. 2020.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva: forma e razão da troca nas sociedades ar- caicas. In: MAUSS, Marcel. SOCIOLOGIA e antropologia. São Paulo: EPU, 1974

MILLER, Daniel. Visual Images. In: MILLER, Daniel et al. How the World Chan- ged Social Media. London: UCL Press, 2016.

MILLER, Daniel. Trecos, troços e coisas. Estudos antropológicos sobre a cultura material. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

MORETZSOHN, Sylvia. O “Jornalismo cidadão” e o mito da tecnologia redentora. Brazilian Journalism Research, Brasília: SBPJor, v. 11, n. 2, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.25200/BJR.v10n2.2014.751. Acesso em: 20 jun. 2020.

MORETZSOHN, Sylvia. O Joio, o Trigo, os Filtros e as Bolhas: uma discussão sobre fake news, jornalismo, credibilidade e afetos no tempo das redes. Brazilian Journalism Research. Brasília: SBPJor, v. 15, n. 3, 2019. Disponível em: https://doi. org/10.25200/BJR.v15n3.2019.1188. Acesso em: 21 dez. 2020

MURDOCK, Graham. Networking the commons: convergence culture and the public interest. In: Relocating Television: Television in the Digital Context. New York: Routledge, 2010, p. 224-237.

ÖZMEN, Emin. Emin Özmen. Disponível em: https://www.eminozmen.com. Acesso em: 20 jun. 2020.

PARIS MATCH. Montrer l’insoutenable. 2013. Disponível em: http://www.pa- rismatch.com/Actu/International/Montrer-l-insoutenable-527254. Acesso em: 20 jun. 2020.

RABBO, Ammar Abd. Prix Bayeux-Calvados: Pourquoi je n’ai pas apprécié le prix du public! A l’oeil, 13 de outubro de 2014. Disponível em: http://www.a-l-oeil.info/ blog/2014/10/13/prix-bayeux-calvados-pourquoi-je-nai-pas-apprecie-le-prix-du- -public-par-ammar-abd-rabbo. Acesso em: 20 jun. 2020.

RABBO, Ammar Abd. Pourquoi je ne suis pas d’accord avec le choix du public au prix Bayeux des correspondants de guerre. Rue 89, 21 de novembro 2016. Dispo- nível em: http://rue89.nouvelobs.com/2014/10/13/pourquoi-nai-aime-choix-publi- c-prix-bayeux-correspondants-guerre-255449. Acesso em: 20 jun. 2020.

SKOGESETH, Egil. Indymedia – Journalistic Anarchy on WWW. Bergen, 2005. Dissertação (Mestrado em Estudos de Mídia) - University of Bergen, Berga, Noruega.

Downloads

Publicado

2021-07-05