Concepções sobre inovação no jornalismo: tendências nas pesquisas entre 2017 e 2019

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2021.75526

Palavras-chave:

Jornalismo, Inovação, Conceito, Estado da Arte

Resumo

O presente estudo tem como objetivo apresentar um mapeamento do estado da arte sobre inovação e Jornalismo, considerando as pesquisas desenvolvidas entre 2017 e 2019. O recorte analítico foi realizado a partir de duas estratégias centrais: a busca manual em bases de dados brasileiras e a busca automatizada em indexadores internacionais - CrossRef e Google Acadêmico. O corpus consolidado da pesquisa é de 125 trabalhos, que foram classificados em cinco categorias: concepções de inovação, inovação de gestão, inovação de processo, inovação de produto, agentes de inovação. Entre os principais resultados, destacamos a fragmentação da produção entre múltiplos autores e em distintas publicações e a variedade de assuntos enquadrados pelos pesquisadores como parte do debate sobre inovação no contexto jornalístico.

Biografia do Autor

Laura Strelow Storch, Universidade Federal de Santa Maria

 Jornalista, doutora em Comunicação e Informação (UFRGS), professora adjunta no Departamento de Ciências da Comunicação (UFSM) e docente no PPG em Comunicação (UFSM). Coordenadora do Laboratório de Experimentação em Jornalismo (LEx-UFSM) e vice-coordenadora do Grupo de Pesquisa Estudos de Jornalismo (CNPq/UFSM).

Bruna Eduarda Meinen Feil, Universidade Federal de Santa Maria

Acadêmica do 7º semestre do curso de Comunicação Social – Hab. Jornalismo (UFSM) e bolsista de iniciação científica no Laboratório de Experimentação em Jornalismo (LEx-UFSM).

Referências

ADGHIRNI, Zélia Leal. Mudanças estruturais no jornalismo: travessia de uma zona de turbulência. In: ADGHIRNI, Zélia Leal; PEREIRA, Fábio Henrique; MOURA, Dione Oliveira (Orgs.). Jornalismo e sociedade: teorias e metodologias. Florianópolis: Editora Insular, 2012, p. 61-79.

ANDERSON, C.W; BELL, Emily; SHIRKY, Clay. Post-Industrial Journalism – Adapting to the Present. New York: Tow Center, 2012. Relatório. Disponível em: http://bit.ly/postindjorn. Acesso em: 17 maio 2020.

BITTENCOURT, Maria Clara Aquino. Jornalismo, inovação e empreendedorismo: questões sobre modelos de negócio em contexto de crise. Líbero, São Paulo, v. 21, n. 41, p. 74-87, jan./jun. 2018.

BROWN, Tim. Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Alta Books, 2018.

CANAVILHAS, João et al. Jornalistas e tecnoatores: a negociação de culturas profissionais em redações on-line. Revista Famecos: mídia, cultura e tecnologia, v. 23, n. 3, 2016.

COSTA, Andriolli Brites da. Jornalismo robô e jornalismo robotizado. Mudanças estruturais a partir da interação mediada por dispositivos. In: 14o Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, 2016, Palhoça - SC. Anais... São Pau- lo: SBPJor, 2016.

CREECH, B.; NADLER, A. M. Post-Industrial Fog: Reconsidering innovation in visions of journalism’s future. In: Journalism, v. 19, Issue 2, p. 182-199. 2017. Dis- ponível em: https://doi. org/10.1177/1464884916689573. Acesso em: 11 jun. 2020.

DE MATEO, Rosario; BERGÉS, Laura; GARNATXE, Anna. Crisis, what crisis? The media: business and journalism in times of crisis. TripleC, v. 8, n. 2, p. 251-274, 2010.

DROK, Nico. Towards a broader concept of innovation in journalism. Questions de Communication, v. 34, n. 02, p. 271-284, 2018. DOI: 0.4000/questionsde- communication.15999.

ELDRIDGE II, Scott. Repairing a fractured field: Dynamics of collaboration, normalization and appropriation at intersections of newswork. Journal of Applied Journalism & Media Studies. v. 7, n. 3, p. 541-559, 2018. DOI: 10.1386/ ajms.7.3.541_1.

FLORES, Ana Marta. Jornalismo de inovação: os Estudos de Tendências como ferramenta de pesquisa. Florianópolis: UFSC, 2019, 237 p. (Tese de Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Jornalismo - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientação: Raquel R. Longhi).

FRANCISCATO, Carlos Eduardo. A fabricação do presente. São Cristóvão: Editora UFS, 2005.

FRANCISCATO, Carlos Eduardo. Uma proposta de incorporação dos estudos sobre inovação nas pesquisas em jornalismo. Estudos em Jornalismo e Mídia, Florianópolis, Ano VII, n. 1, p. 8-18, 2010.

FRANCISCATO, Carlos Eduardo. Inovações tecnológicas e transformações no jornalismo com as redes digitais. Geintec, São Cristóvao, v. 4, n. 4, p. 1329-1339, 2014.

GARCÍA-AVILÉS, José-Alberto. Identifying Innovation. How to grasp the chance of change-some lessons from Spain. Journalism Report V. Innovation and transition, p. 35-48. Viena: Facultas, 2017.

GARCÍA-AVILÉS, José A.; CARVAJAL-PRIETO, Miguel; LARA-GONZÁLEZ, Alicia De.; ARIAS-ROBLES, Félix. Developing an index of media innovation in a national market: The case of Spain. Journalism studies, v. 19, n. 1, p. 25-42, 2018.

GROHMANN, Rafael. Inovação como fórmula discursiva convocatória para as práticas jornalísticas: sentidos mobilizados por textos do Observatório da Imprensa. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 39, 2016, São Paulo - SP. Anais... São Paulo: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), 2016.

GROHMANN, Rafael. Inovação como Fórmula Discursiva Convocatória Para as Práticas Jornalísticas: sentidos mobilizados por textos do Observatório da Imprensa. Contemporânea, Salvador, v. 15, n. 1, p. 207-226, 2017.

GROHMANN, Rafael; ROXO, Michelle. Os discursos sobre o jornalista-empreendedor em sites especializados na cobertura do campo profissional. Contemporânea, Salvador, v. 13, n. 2, p. 471-486, 2015.

HOLTON, Avery E.; BELAIR-GAGNON, Valerie. Strangers to the Game? Inter- lopers, Intralopers and Shifting News Production. Media and Communication, v. 6, n. 4, p. 70-78, 2018.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuições à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto / Ed. PUC-Rio, 2006.

LONGHI, Raquel Ritter; FLORES, Ana Marta. Narrativas webjornalísticas como elemento de inovação: casos de Al Jazeera, Folha de S. Paulo, The Guardian, The New York Times e The Washington Post. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 40, n. 1, p. 21-40, 2017.

LOWREY, Wilson; SHERRILL, Lindsey; BROUSSARD, Ryan. Field and ecology approaches to journalism innovation: the role of ancillary organizations. Journalism Studies, v. 20, n. 15, p. 2131-2149, 2019.

OECD/EUROSTAT. Oslo Manual 2018: Guidelines for Collecting, Reporting and Using Data on Innovation - 4th Edition, The Measurement of Scientific, Technological and Innovation Activities. Luxembourg: OECD Publishing / Paris: Eurostat, 2018.

PEREIRA, Fábio Henrique; ADGHIRNI, Zélia Leal. O jornalismo em tempo de mudanças estruturais. Intexto, Porto Alegre: UFRGS, v. 1. n. 4. p. 38-57, jan./jun. 2011.

RODIGUES, Léo Peixoto. A ciência pós-determinista, supradisciplinar e trans- paradigmática: reacendendo o debate sobre teoria, analogia e conceito. Revista Trans/Form/Ação, v. 43, n. 01, p. 151-172, 2020. DOI: /10.1590/0101-3173.2020. v43n1.09.p151.

SAAD, E. Inovação e empresas informativas: aliados, inimigos ou em permanente estado de “discussão da relação”? Parágrafo, v. 2, n. 2, p. 72-87, 2016.

SALAVERRÍA, Ramón. Convergencia de los medios. Revista Latinoamericana de Comunicación (CHASQUI), Equador, n. 81, p. 32-39. 2003. Disponível em: https:// www.redalyc.org/pdf/160/16008105.pdf. Acesso em: 23 out. 2020.

SCHUMPETER, Joseph Alois. Teoria do Desenvolvimento Econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

TAVARES, Camilla Quesada. O que se sabe sobre a crise do jornalismo? Uma revisão da literatura internacional. 15o Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, 2017, Universidade de São Paulo. Anais... São Paulo: SBPJor, 2017.

WITSCHGE, Tamara; DEUZE, Mark; WILLEMSEN, Sofie. Creativity in (digital) journalism studies: Broadening our perspective on journalism practice. Digital Journalism, v. 7, n. 7, p. 972-979, 2019.

Downloads

Publicado

2021-07-05