Plano Estratégico de Ação Social do MERCOSUL: a transferência de renda em contexto de ofensiva neoliberal

Autores

  • Rosilaine Coradini Guilherme Universidade Federal do Pampa, São Borja, Rio Grande do Sul
  • Carlos Nelson dos Reis Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02592018v21n1p108

Palavras-chave:

Mercosul, Ação Social, Transferência de Renda

Resumo

Este ensaio desenvolve análise a respeito do Plano Estratégico de Ação Social (PEAS) do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL), a partir da sua relação com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, o que significa articular a reflexão ao contexto de ofensiva neoliberal na América Latina. Epistemologicamente o estudo se embasa no método dialético-crítico, envolvendo uma pesquisa exploratória, cujo levantamento dos dados se baseia em fontes documental e bibliográfica. Em decorrência, se evidenciou uma agenda social cujo foco envolve constituir uma porta de saída ou a emancipação sustentada das famílias, por meio das capacitações dos indivíduos que tem como aporte a teoria do capital humano e a ideologia neoliberal. Desse modo, o escopo do estudo pressupõe explicitar os conteúdos dos processos históricos e as concepções teóricas que permeiam as proposições contidas no PEAS, no sentido de impulsionar o debate acerca do tema.

Biografia do Autor

Rosilaine Coradini Guilherme, Universidade Federal do Pampa, São Borja, Rio Grande do Sul

Graduada em Serviço Social pelo Centro Universitário Franciscano - Santa Maria-RS. Mestre em Política Social pela Universidade Católica de Pelotas-RS. Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica - PUC-RS. No período 2007-2016 trabalhou como docente no Curso de Serviço Social do Centro Universitário Franciscano - Santa Maria-RS. Desde outubro de 2016 é professora Adjunta Efetiva na Universidade Federal do Pampa - Campus São Borja - RS. Possui experiência na área do Serviço Social como Supervisora de Campo, Supervisora Acadêmica e Orientadora de Trabalho Final de Graduação e Pós-Graduação. Em nível de gestão do ensino superior possui experiência como: Coordenadora de Curso, Coordenadora de Trabalho Final de Graduação, Colegiado de Curso, Núcleo Docente Estruturante - NDE, Conselho Universitário-CONSUN. Também possui experiência em Programas de Residência Multiprofissional em Saúde Mental/Saúde junto ao Centro Universitário Franciscano e Universidade Federal do Pampa, respectivamente. Temas de interesse: Serviço Social; Políticas Sociais; Assistência Social; Participação e Controle Social; Programas de Transferência Condicionada de Renda na América Latina, com ênfase no MERCOSUL; Programas de Renda Mínima de Inserção na abrangência da União Europeia.

Carlos Nelson dos Reis, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1977), Especialização em História do Rio Grande do Sul pela Universidade Federal do Rio grande do Sul (1981), mestrado em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1986), doutorado em Política Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e Pós-Doutorado na Universidade de Paris 13 Nord (2008/2009). Atualmente é pesquisador e professor titular permanente da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia dos Programas de Bem-Estar Social, atuando principalmente nos seguintes temas: exclusão social, economia brasileira, crescimento econômico, conjuntura e desenvolvimento econômico. Foi Diretor Administrativo e Financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisado do Rio Grande do Sul (2003 a 2006). Atualmente é Diretor do IDÉIA - Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da PUCRS desde agosto de 2006. Publicou vários artigos em diferentes periódicos locais, regionais, nacionais e internacionais e os seguintes livros: Fragmentos de uma Metrópole: meninos e meninas em situação de rua; Responsabilidade social das empresas e Balanço Social: meios propulsores do desenvolvimento econômico e Social e o Sopro do Minuano: transformações societárias. Em 1994 a Câmara Municipal de Porto Alegre concedeu-lhe o Título de Cidadão Emérito de Porto Alegre e em dezembro de 2011 recebeu a honraria de Economista do Ano concedida pelo CORECON/RS.

Publicado

2018-02-09