Juventude latino-americana e mercado de trabalho: programas de capacitação e inserção

Vanessa Maria Panozzo, Aline Espindola Dornelles, Carlos Nelson dos Reis

Resumo


Nesse cenário de reformas estruturais, apresentam-se, como forma de enfrentamento das desigualdades para a juventude, os programas de capacitação e inserção no mercado de trabalho, a fim cumprir as exigências da sociedade de mercado. No presente artigo expõe-se o resultado de uma pesquisa de doutoramento que analisou o conteúdo dos programas sociais vigentes na América Latina, como uma das respostas construídas para as Metas de Desenvolvimento do Milênio. A reflexão apresentada a partir dos dados da pesquisa quanti-qualitativa mostra que na América Latina há inexpressivo número de trabalhos formais. Percebe-se uma caracterização de inserção do jovem em trabalhos informais, sem proteção social, com aumento nas taxas de desemprego e sem nenhuma estabilidade no trabalho. Nesses países, há um número significativo de propostas privadas em parceria com a sociedade civil, ao invés de um investimento qualificado na consolidação de estruturas para a população jovem.

Palavras-chave


Juventude, Mercado de Trabalho, América Latina.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/%25x

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.