Crise econômica, luta de classes e Serviço Social no Brasil

Adilson Aquino Silveira Júnior

Resumo


O texto objetiva analisar a crise econômica presente na realidade brasileira a partir de 2011, assinalando seus impactos sociais e políticos, em especial suas consequências para um acirramento da luta de classes no país. Aborda também a agenda restauradora que as classes dominantes estão impondo para resolução da crise. Em face desse quadro econômico e político, o texto visa, ainda, refletir sobre as tendências ideológicas e políticas conciliatórias tradicionalmente presentes no Serviço Social, e como o Conselho Federal de Serviço Social aponta uma alternativa estratégica para a inserção da profissão na realidade brasileira através do tema proposto para o Dia do/a Assistente Social de 2017: Na luta de classes não há empate – Assistente Social: profissional em defesa das liberdades democráticas e dos direitos sociais. Para tanto, foi realizado um estudo utilizando fontes bibliográficas e documentais.


Palavras-chave


Crise econômica; Lutas de classes; Ideologia; Serviço Social

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/1982-02592018v21n1p96

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.