Pesquisa em Serviço Social e fundamentos da perspectiva teórico-metodológica marxiana

Adilson Aquino Silveira Júnior

Resumo


Este artigo analisa o fundamento investigativo fornecido por Marx às suas categorias teórico-metodológicas, ou seja, como opera a relação entre ontologia, processo gnosiológico e método no pensamento do autor. Destaca que a apropriação da abordagem marxiana entre ontologia e método, no desenvolvimento da pesquisa em Serviço Social, constitui uma exigência para o aprofundamento da perspectiva crítica e emancipatória do projeto profissional. A partir da categoria da práxis, evidencia as vinculações orgânicas entre as determinações ontológicas e as metodológicas no processo de produção do conhecimento, que implicam a recusa de uma postura formal-abstrata. Finalmente, assinala que a perspectiva da totalidade concreta e da historicidade inviabiliza qualquer separação especulativa e formalista do método em relação às contradições da vida social.


Palavras-chave


Serviço Social; Práxis; Método; Processo cognoscitivo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802012000200008

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.