Ação coletiva no âmbito da economia solidária e da autogestão

Autores

  • Maria Eugênia Monteiro Castanheira UFLA - Lavras - MG
  • José Roberto Pereira UFLA - Lavras - MG

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Economia solidária, Autogestão, Teoria da dádiva, Solidarity economics, Self-management, Theory of donation

Resumo

Este ensaio traz reflexões sobre as motivações que conduzem a ação coletiva no âmbito da economia solidária e da autogestão, partindo do pressuposto de que, nestas esferas, a ação coletiva se diferencia daquela que se desenvolve nos domínios do capitalismo e daquela que se desenvolve no contexto social das relações tradicionais. Neste sentido, o objetivo deste ensaio é explorar as especificidades teóricas da ação coletiva orientada pelos princípios da economia solidária e da autogestão, tendo como enfoque analítico a teoria da dádiva. Para tanto, procurou-se, de forma articulada e seqüencial, problematizar a economia solidária, evidenciar os elementos constitutivos da autogestão e o aporte teórico da teoria da dádiva. Acredita-se que tais ponderações indicam um campo a ser explorado empiricamente, podendo contribuir para a elaboração de novos estudos e pesquisas sobre este tema.

Biografia do Autor

Maria Eugênia Monteiro Castanheira, UFLA - Lavras - MG

Aluna do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Lavras.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

José Roberto Pereira, UFLA - Lavras - MG

Possui graduação em Administração Rural pela UFLA (1987), mestrado em Administração pela UFLA (1991) e doutorado em Sociologia pela UnB (2000). Atualmente é professor associado I da UFLA. Tem desenvolvido pesquisas e orientações nas áreas de administração pública e economia solidária.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2008-01-01