As novas reformas governativas em tempo de Covid-19 em Angola no atual contexto político e social do país e o enfrentamento das desigualdades sociais

Autores

  • Daniel Luciano Muondo Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) - FCHS - Franca, São Paulo - BrasilInstituto Superior de Serviço Social de Luanda (ISSS) - Luanda-Angola https://orcid.org/0000-0002-9224-0073
  • Cirlene Aparecida Hilário da Silva Oliveira UNESPAv. Eufrásia Monteiro Petráglia, 900 – Jardim Antonio PetragliaFranca - SP - BrasilUFPICampus Universitário “Ministro Petrônio Portella” – Bairro IningaTeresina - PI - Brasil https://orcid.org/0000-0003-0045-5956

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-0259.2021.e75192

Palavras-chave:

Angola, Governação , Desigualdades Sociais, Covid-19

Resumo

O presente artigo faz uma abordagem sobre as reformas governativas em Angola em tempo de COVID-19 e as desigualdades sociais. O estudo é apresentado no quadro de apoio da CAPES, na condição de bolsista da UNESP-Franca e aponta as mudanças adotadas pelo governo angolano, com vista à contenção da pandemia e o reajuste da máquina administrativa, com a redução dos departamentos ministeriais e outras estruturas do poder executivo, extinguindo alguns e fundindo outros num único ente governativo. A situação da pandemia da COVID-19 está promovendo massivamente um contexto de desigualdades sociais, conduzindo as pessoas a viver em condições de precariedade e extrema pobreza, com níveis muito elevados de custo de vida. Todos nós e cada um em particular, estamos chamados a promover um ambiente de solidariedade, que contribua para a mitigação e/ou a resolução das desigualdades sociais, a redução dos índices de carência de bens e serviços nas comunidades. Este estudo apresenta o contexto atual do exercício do poder em Angola, com transformações na administração do Estado e as medidas de controlo da pandemia de COVID-19.

Biografia do Autor

Daniel Luciano Muondo, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) - FCHS - Franca, São Paulo - BrasilInstituto Superior de Serviço Social de Luanda (ISSS) - Luanda-Angola

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Estadual Paulista - UNESP, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (2019); Membro do GEFORMSS - Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Formação Profissional em Serviço Social; Possui Mestrado em Governação e Gestão Pública na Especialidade de Políticas Públicas pela Universidade Agostinho Neto (2017). É especializado em Políticas Públicas e Governação Local pelo Centro de Excelência de Pesquisa em Políticas Publicas e Governação Local da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto (2013). É licenciado em Serviço Social pelo Instituto Superior João Paulo II, Universidade Católica de Angola (2009). Atualmente é docente universitário, desde 2012, no Instituto Superior de Serviço Social de Luanda. É preletor convidado nos cursos de Agregação Pedagógica nas Instituições de Ensino Superior em Luanda. Eexerceu os cargos de  Diretor Geral da Escola Nacional de Formação de Técnicos do Serviço Social (2015-2017); Chefe de Departamento de Serviço Social do Instituto Superior de Serviço Social de Luanda (2013-2015); Secretário Geral da Associação dos Assistentes Sociais de Angola (2013-2019); Presidente da Associação TSR - Trabalho Socia de Referência desde 2012; Coordenador do Programa de Gestão e Plano Diretor Municipal do Sector de Água e Saneamento do Kilamba Kiaxi (2010-2013); de Director de Gabinete do Administrador Municipal do Kilamba Kiaxi entre 2009-2013. Concluíu o Curso Médio de Educador Social no ICRA - Instituto de Ciências Religiosas de Angola (2005).

Cirlene Aparecida Hilário da Silva Oliveira, UNESPAv. Eufrásia Monteiro Petráglia, 900 – Jardim Antonio PetragliaFranca - SP - BrasilUFPICampus Universitário “Ministro Petrônio Portella” – Bairro IningaTeresina - PI - Brasil

Doutora em Serviço Social pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Franca)

Professora do Programa de Pós-graduação em Serviço Social da Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Professora Visitante do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Referências

ANGOLA. Decreto Legislativo Presidencial N.º 5/20, de 15 de Abril, aprova a alteração à organização e funcionamento dos órgãos Auxiliares do Presidente da República. [2020] Disponível em: https://www.google.com/search?q=Decreto+Legislativo+Presidencial+N.%C2%BA+5%2F20%2C+de+15+de+Abril&rlz=1C1ZKTG_pt-PTAO905AO905&oq=Decreto+Legislativo+Presidencial+N.%C2%BA+5%2F20%2C+de+15+de+Abril&aqs=chrome..69i57.8311j0j9&sourceid=chrome&ie=UTF-8.

ANGOLA. Decreto Legislativo Presidencial Provisório n.º 1/20, de 18 de Março. [2020]. Disponível em: https://www.google.com/search?q=Decreto+Legislativo+Presidencial+Provis%C3%B3rio+n.%C2%BA+1%2F20+de+18+de+Mar%C3%A7o&rlz=1C1ZKTG_pt-PTAO905AO905&oq=Decreto+Legislativo+Presidencial+Provis%C3%B3rio+n.%C2%BA+1%2F20+de+18+de+Mar%C3%A7o&aqs=chrome..69i57j0.1710j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8.

ANGOLA. Decreto Presidencial n.º 142/20, de 25 de Maio, declarada a Situação de Calamidade Pública. [2020]. Disponível em: https://www.google.com/search?q=Decreto+Presidencial+n.%C2%BA+142%2F20%2C+de+25+de+Maio&rlz=1C1ZKTG_pt-PTAO905AO905&oq=Decreto+Presidencial+n.%C2%BA+142%2F20%2C+de+25+de+Maio&aqs=chrome..69i57.5999j0j9&sourceid=chrome&ie=UTF-8

ARAÚJO, R. C. V.; NUNES, E. R.; LOPES, M. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DE ANGOLA Anotada. Tomo II. Luanda, 2018.

ARRUDA, R.; COLAÇO, J.; BAIA, A. O que é Exclusão Social? Escolar Editora. Lisboa, 2014.

GIDDENS, A. Sociologia. 6ª Edição. Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 2008.

HAM, C. & HILL, M. O Processo de Elaboração de Políticas no Estado Capitalista Moderno. Trad. de Renato Amorim e Renato Dagnino. Campinas: DPCT/UNICAMP, s/d. (Edição original: Ham, C. e Hill, M.The policy process in the modern capitalist state. 2nd Ed. London: Harvester Wheatsheaf, 1993).

JORNAL DE ANGOLA. Edição 15 de Maio de 2020.

MACHADO, J. E. M.; COSTA, P. N. da; HILÁRIO, E. C. Direito Constitucional Angolano. 2ª Edição, Coimbra, 2013.

QUEIROZ, R. B. Formação e gestão em políticas públicas. Intersaberes. Curitiba, 2012.

Downloads

Publicado

2021-04-09