Para uma concepção do Serviço Social contemporâneo no México: sua condição profissional

Carmen Flores Cisneros, Gudelia Martínez León

Resumo


O artigo coloca como pontos de partida o surgimento do Serviço Social no contexto histórico do Estado nação constitucionalista (1917) e a situação tradicional da profissão no contexto sociopolítico do México em tempos de globalização. Neste sentido esboça uma nova concepção do Trabalho Social contemporâneo orientada à formulação de um posicionamento ético-político profissional que inclua a perspectiva do ator. Concebido a partir de uma idéia de bem-viver, re-interpreta os princípios filosóficos da profissão e utiliza elementos teóricos das Ciências Sociais contemporâneas para estabelecer um diálogo de saberes no exercício dos direitos sociais, civis e humanos, num contexto de liberdade e justiça, incluinte dos povos e setores excluídos da sociedade.


Palavras-chave


México; Exclusão; Serviço social contemporâneo; Diálogo de saberes; Bem-viver; México; Exclusión; Trabajo social contemporáneo; Diálogo de saberes; Bienvivir; Mexico; Exclusion; Contemporary social work; Dialog of knowledge; Well-being

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802006000200012

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.