Ofensiva do capital e novas determinações do trabalho profissional

Mônica Maria Torres de Alencar, Sara Granemann

Resumo


Discute-se, neste artigo, as condições nas quais se realiza o trabalho profissional dos assistentes sociais. Toma-se por fundamento “as configurações do trabalho na sociedade capitalista”, as contrarreformas do Estado e as (in)consequentes alterações na natureza e na orientação das políticas sociais, conduzidas pelo grande capital em todo o mundo. Assim, a compreensão da pauperização da força de trabalho dos assistentes sociais ganha sentido na análise dos movimentos mais gerais da luta de classe e das necessidades do capital em se articular para garantir a realização de sua função primária, o aumento dos lucros.


Palavras-chave


Ofensiva do capital; Contrarreforma do Estado; Trabalho profissional; Precarização das condições de trabalho; Capital offensive; Counter reform of the State; Professional labor; Increased precariousness of labor conditions

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802009000200005

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.