Responsabilidade Social Corporativa e Direitos Humanos: discursos e realidades

Autores

  • Adriana de Azevedo Mathis UFPA - Belém - Pará
  • Armin Mathis UFPA - Belém - Pará

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1414-49802012000100014

Palavras-chave:

Responsabilidade social, Direitos humanos, Capitalismo

Resumo

O presente artigo realiza uma análise, a partir de uma perspectiva crítica, sobre o processo de criação e consolidação dos parâmetros mundiais sobre Responsabilidade Social Corporativa (RSC) na relação com os direitos humanos, na Europa e no Brasil, no atual estágio do capitalismo globalizado. Como recurso teórico-metodológico fundamenta-se, no plano internacional, em um conjunto de normas jurídicas existentes sobre a responsabilidade social corporativa e os direitos humanos nas empresas transnacionais. No plano nacional, a pesquisa tem como referencial teórico-metodológico um levantamento bibliográfico concernente ao conceito de RSC nos novos padrões de capitalismo periférico, inseridos no contexto da globalização.

Biografia do Autor

Adriana de Azevedo Mathis, UFPA - Belém - Pará

Doutorado em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). Pesquisadora do Centro Interdisciplinar de Direitos Humanos vinculado ao Consórcio Latino-Americano de Pós-Graduação em Direitos Humanos da Universidade Federal do Pará. Professora Adjunta do Programa de Pós-Graduação de Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (PDTU/NAEA), do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS) e, da Graduação em Serviço Social do Instituto de Ciencias Sociais Aplicadas (ICSA) da Universidade Federal do Pará.

Downloads

Publicado

2012-06-05