Rádio Bandeira

Autores

  • André Fiorussi Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-784X.2019v19n31p27

Palavras-chave:

Manuel Bandeira (1886-1968), José Asunción Silva (1865-1896), Ritmo

Resumo

Entre os Poemas traduzidos por Manuel Bandeira, publicados pela primeira vez em livro em 1945, há um conhecido poema modernista hispano-americano chamado “Noturno”, de autoria do poeta colombiano José Asunción Silva (1865-1896). Para ressoar os efeitos sonoros do poema em espanhol, Bandeira aplica em alta concentração aqueles recursos versificatórios cujo aprendizado ele próprio relata no início do Itinerário de Pasárgada: sinalefas, sinéreses e diéreses; alternância entre terminações agudas, graves e esdrúxulas; ecos, reverberações, paronomásias etc. Com base na análise da tradução, este artigo visa discutir também elementos rítmicos da poesia de Bandeira e sua relação com a dicção coloquial e a história do verso livre no Brasil.

Biografia do Autor

André Fiorussi, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor de Literaturas Hispânicas no Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras e professor no Programa de Pós-Graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ANDRADE, Mário de. Pequena história da música. In: Obras completas de Mário de Andrade, vol. VIII. São Paulo: Martins, 1951, p. 155.

BALBÍN, Rafael de. Sistema de rítmica castellana. 2 ed. Madrid: Gredos, 1968.

BANDEIRA, Manuel. Poemas traduzidos. In: Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993, p. 351-352.

BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993, p. 43.

BANDEIRA, Manuel. Itinerário de Pasárgada. In: Seleta de prosa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997, p. 310.

BANVILLE, Théodore de. Petit Traité de Poésie Française. Paris: Fasquelle, 1891. Bibliothèque Carpentier.

CORRÊA, Paula da Cunha. Harmonia: mito e música na Grécia antiga. São Paulo: Edusp, 2003, p. 7.

FREYRE, Ricardo Jaimes. Leyes de la versificación castellana. 2 ed. Buenos Aires: Imp. de Coni Hermanos, 1912.

HUGO, Victor. Les voix intérieures. Paris: Eugène Renduel, 1837, p. VII. (Tradução minha).

JAIMES FREYRE, Ricardo. Leyes de versificación castellana. In: Poesías completas. La Paz: Ministerio de Educación y Bellas Artes, 1957, p. 167.

NAVARRO TOMÁS, Tomás. Métrica española. 5 ed. Madrid: Guadarrama, 1975.

SAAVEDRA MOLINA, Julio. Los hexámetros castellanos y en particular los de Rubén Darío. Santiago de Chile: Prensas de la U. de Chile, 1935.

SILVA, José Asunción. Obra completa. Ed. crítica coord. por Héctor H. Orjuela. 2.ed. México / Madrid: ALLCA XX, 1996, p. 32. Colección Archivos.

Downloads

Publicado

2020-10-06