Empatia e transcendência: reflexões sobre o sistema filosófico de Quine

Vera Vidal

Abstract


O objetivo deste artigo é mostrar algumas de nossas contribuições para a exegese da filosofia de Quine, enfatizando o papel desempenhado pelas no-ções de empatia e transcendência em seu sistema filosófico. Sustentamos que Quine é um filósofo sistemático rigoroso, e que para entender cada uma de suas teses e críticas, precisamos analisá-las dentro da totalidade de suas investigações filosóficas. Acreditamos que seu sistema deriva do que chamamos seu projeto epistemológico, e que todas as suas teses filosóficas estão fundamentadas em sua teoria do aprendizado da linguagem. Susten-tamos também que a filosofia de Quine apresenta um aspecto pragmático muito forte, mais proximamente relacionado com a tradição de Wittgenste-in e dos teóricos dos atos de fala que com a tradição skinneriana com a qual Quine é freqüentemente associado. Além disso, acreditamos que a po-sição geral de sua tese foi apresentada em Word and Object, e que todos os seus trabalhos posteriores serviram para esclarecer ou complementar su-as idéias, e não para modificá-las. Assim, não concordamos com aqueles que dizem que Quine modificou sua posição filosófica através do tempo.



DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Copyright (c)

 http://www.periodicos.ufsc.br/public/site/images/jconte/logo-nel1_154

Principia: an internationnal journal of epistemology
Published by NEL - Epistemology and Logic Research Group
Federal University of Santa Catarina - UFSC
Center of Philosophy and Human Sciences – CFH
Campus Reitor João David Ferreira Lima
Florianópolis, Santa Catarina - Brazil
CEP: 88040-900

 ISSN: 1414-4217
EISSN: 1808-171

e-mail: principia@contato.ufsc.br