Quando a raça e o gênero estão em questão: embates discursivos em rede social

Roberto Carlos da Silva Borges, Glenda Cristina Valim de Melo

Resumo


Neste artigo, refletimos acerca de um conjunto de trocas interacionais realizadas nos perfisdo Facebook de duas mulheres negras de destaque na mídia televisiva. Concentramos nossos esforços em produzir conhecimento sobre a (re)produção de discursos de injúria racial e de gênero num contexto on-line. Partindo da concepção de linguagem como ação, promovemos um diálogo com perspectivas teóricas relacionadas às questões raciais. Os dados gerados nos permitem inferir que os atos de fala performativos de injúria racial e de gênero apontam para discursos e crenças que ainda constroem as mulheres negras, mesmo as bem-sucedidas, como ‘animalescas’ e ‘inferiores’ e cujos corpos estão ‘naturalmente e sempre à disposição’ de ataques violentos de diversas ordens, inclusive as verbais.


Palavras-chave


Raça; Gênero; Linguagem como Performance; Contexto On-line

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n254727

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.