Quem tem medo do feminismo negro? A urgência do debate racial no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n360959

Palavras-chave:

Feminismo, Feminismo Negro, Raça, Gênero

Biografia do Autor

Monique Malcher, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas na Universidade Federal de Santa Catarina na Linha de Gênero e Sexualidade. Mestre em Antropologia pela Universidade Federal do Pará, na linha de pesquisa Gênero e Sexualidade. Graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade da Amazônia (2012). É escritora e tem interesse por pesquisa em feminismo, literatura e sexualidade.


Carmen Silvia Rial, Universidade Federal de Santa Catarina

Jornalista e antropóloga tem doutorado em Antropologie et Sociologie pela Université de Paris V (1992). Professora Titular do Departamento de Antropologia da UFSC (1982), atua no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (que já coordenou) e no Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas, que coordena. Foi professora visitante na UNB, UFRGS, Universidad de La República e Instituto Universitário de Lisboa. Foi visiting scholar na University of California, Berkeley e na Universidad de Cádiz. Realizou pós-doutorado no Laboratoire dAnthropologie Sociale (Collège de France/CNRS), na École dês Hautes Études en Science Sociale (EHESS), na Univesité de Toulouse e Estágio Sênior no Exterior/CAPES na City University of NY. 

Referências

COLLINS, Patricia Hill. “Aprendendo com a outsider within: a significação sociológica do pensamento feminista negro”. Sociedade e Estado, v. 31, n. 1, p. 99-127, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/se/v31n1/0102-6992-se-31-01-00099.pdf. Acesso em: 20/07/2018.

EVARISTO, Conceição. “Escrevivências da afro-brasilidade: história e memória”. Releitura, Belo Horizonte, n. 23, p. 1-17, 2008.

HOOKS, bell. “Intelectuais negras”. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 3, n. 2, p. 464-478, ago./dez. 2005.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Belo Horizonte: Justificando, 2017.

RIBEIRO, Djamila. Quem tem medo do feminismo negro?. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

Downloads

Publicado

2019-12-20

Edição

Seção

Resenhas