Investigando questões de gênero em um curso da área de Computação

Autores

  • Marília Abrahão Amaral Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Maria Claudia Figueiredo Pereira Emer Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Silvia Amélia Bim Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Mariangela Gomes Setti Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Marcelo Mikosz Gonçalves Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Gênero, Minorias sociais, Computação, Universidade.

Resumo

É possível notar que, ainda hoje, a computação, por ser uma ciência considerada
exigente e de difícil entendimento, é majoritariamente dominada por homens. Isto é reflexo da cultura que considera a mulher inapta para lidar com tarefas complexas. Além disso, é possível observar que o ingresso de minorias sociais em cursos da área, como as mulheres, está em declínio. Este artigo descreve uma pesquisa realizada para explorar questões de gênero em um curso de graduação na área de Computação. A pesquisa mapeou o trajeto de alunas do curso para investigar suas motivações, dificuldades, facilidades e expectativas quanto ao mesmo. Foram realizadas entrevistas e, posteriormente, uma análise qualitativa indicou a necessidade de ações que discutam as questões de gênero e incentivem a participação feminina na área de Computação.

Publicado

2017-05-25

Edição

Seção

Artigos