A adoção por casais do mesmo sexo na Colômbia, uma revisão a partir da Psicanálise

Jaime Carmona Parra, Isabel Cristina Posada

Resumo


Esse artigo apresenta uma revisão bibliográfica de conceitos-chave relacionados com o gênero, a identidade sexual, o desejo e o prazer, a partir de construções teóricas fornecidas pela psicanálise para entender a subjetividade e sua relação com o aspecto sexual nos seres humanos. A multiplicidade de opções nesta relação evidencia que o masculino e o feminino não são exclusivos deles ou delas. O artigo questiona as referências dos manuais psiquiátricos e a evolução de suas dicotomias a respeito do normal e do patológico na vivência da sexualidade, para então ocupar-se da maternidade e da paternidade, questionando os debates que surgiram sobre a possibilidade de adoção por pessoas do mesmo sexo, e insistindo em que a função simbólica em relação a uma criança nem sempre coincide com a dos pais biológicos, e que ser pai ou ser mãe é uma construção simbólica ligada ao desejo, não à genética.


Palavras-chave


Identidade Sexual; Maternidade; Paternidade; Homossexualidade; Adoção

Texto completo:

PDF/A (Español (España))


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.