A inserção acadêmica e esportiva da primeira turma feminina no Colégio Militar do Rio de Janeiro

Liliana Adiers Lohmann, Sebastião Josué Votre

Resumo


http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2006000300005

Os objetivos deste trabalho são contextualizar o ambiente em que se deu a inserção da primeira turma feminina no Colégio Militar do Rio de Janeiro, em 1989, bem como identificar e analisar as representações femininas e masculinas sobre a inserção acadêmica e esportiva dessa primeira turma. A metodologia, qualitativa e etnográfica, fundamenta-se na teoria das representações sociais.1 Os dados provêm da observação participante e de seis entrevistas individuais não-diretivas de “elite”2: três ex-alunas e três homens. Analisam-se também reportagens de jornais e revistas, de 1989 a 1996. Constata-se que cuidado e diferença são constantes no discurso dos dois grupos de informantes. Conclui-se que o incentivo ao esporte, proposto pelo comandante do Colégio e liderado pela professora de Educação Física coautora deste trabalho, influenciou e consolidou o espaço para a participação e integração feminina no Colégio e para o seu êxito acadêmico e esportivo.


Palavras-chave


mulheres; gênero; educação física; representações sociais; Colégio Militar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-026X2006000300005

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.