Notas sobre a relação família-escola na contemporaneidade

Fábio Kalil Souza

Resumo


O desenvolvimento de qualquer ser humano pode ser concebido de forma intercontextual. Durante sua existência ele atravessa, mormente, dois inquestionáveis contextos de desenvolvimento: a família e a escola. Compreender como essas agências atuam, separadas e interconectadas, nesse processo de vir-a-ser do indivíduo é fundante para deseclipsar o assunto. A relação entre elas passa a ser o foco. Este artigo, de natureza teórica, apresenta um estudo não exaustivo da relação família-escola. A partir da revisão bibliográfica como metodologia, que inclui resultados de pesquisas nacionais e estrangeiras, o autor transita na temática descrevendo as principais contribuições das investigações. Concluiu-se que a relação família-escola, tomada como imprescindível ao desenvolvimento dos sujeitos, é carregada de ambivalências, conflitos, assimetrias, contradições, mas também de cooperação, de parceria e de complementaridade de ações, a depender de como se dá o jogo inter-relacional entre os envolvidos e a presença de fatores socioculturais diversos.

Palavras-chave


relação família-escola; desenvolvimento humano

Texto completo:

PDF

Referências


BRONFENBRENER, U. (1996). A ecologia do desenvolvimento humano: experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artes Médicas.

DESSEN, M. A. e POLONIA, A. C. (2007). A família e a escola como contextos de desenvolvimento humano. Universidade de Brasília-UnB, Brasil, Paidéia, 17(36), pp. 21-35. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/paideia/v17n36/v17n36a03.pdf>. Acesso em 07 de outubro de 2014.

EPSTEIN, J. L.(1986). Parents´ reaction to teacher practices of parent involvement. The Elementary School Journnal, 86, 277-294. In: Polonia, A. C. e Dessen, M. A. (2005). Em busca de uma compreensão das relações entre família e escola. Psicologia Escolar e Educacional, v. 9, n. 2, 303-312. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/pee/v9n2/v9n2a12.pdf>. Acesso em: 21 de agosto de 2014.

OLIVEIRA, C. B. E de e MARINHO-ARAÚJO, C. M. A relação família-escola: intersecções e desafios. Revista Estudos de Psicologia. Brasília: 2010, p. 99-108. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v27n1/v27n1a12.pdf>. Acesso em 14 de outubro de 2014.

PETRINI, J. C. Pós-modernidade e família: um itinerário de compreensão. São Paulo: EDUSC, 2003.

SILVA, P. Escola-família: uma relação armadilha. Porto: Edições Afrontamento.

Szymanski, H. (2001). A relação família-escola: desafios e perspectivas. Brasília: Plano.




DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2017v51n1p124

Direitos autorais 2017 Fábio Kalil Souza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.