“Ostomachion”: Ausônio e a métrica dos centões latinos

Autores

  • Márcio Meirelles Gouvêa Júnior Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4237.2011n10p179

Palavras-chave:

Teoria da tradução, Estudos Clássicos, Ostomachion, Ausônio

Resumo

A técnica de composição poética dos centões, que justapõe trechos de versos alheios para a confecção de novas e originais obras, foi comparada por Ausônio a um jogo, ou a quebra-cabeça literário – Ostomachion – , de tal maneira que cada fragmento extraído de seu contexto primitivo se encaixasse a outro complemento métrico, formando, assim, novos sentidos e temáticas.

Biografia do Autor

Márcio Meirelles Gouvêa Júnior, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em direito pela Faculdade de Direito Milton Campos (2000), mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007) e mestrado em Estudos Clássicos pela Universidade de Coimbra (2009). Atualmente é doutorando em Literatura Comparada, pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais.

Downloads

Publicado

2011-01-01

Edição

Seção

Dossiê : Tradução de Poesia / (organizado por Guilherme Gontijo Flores)