A Tradução Poética e os Estudos Clássicos no Brasil de Hoje: Algumas Considerações

Autores

  • Paulo Sérgio de Vasconcellos Universidade de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4237.2011n10p68

Palavras-chave:

Teoria da tradução, História da tradução, Estudos Clássicos

Resumo

Este artigo discute concepções e atitudes da área de Estudos Clássicos em nosso país no que diz respeito: à noção de tradução “criativa” ou “poética” dos textos; à questão da “literalidade” e “fidelidade” em tradução; à valorização da tarefa tradutória; e à possibilidade e implicações do juízo estético sobre traduções

de épocas diversas.

Biografia do Autor

Paulo Sérgio de Vasconcellos, Universidade de Campinas

Possui graduação em Letras (Português Francês e Latim) pela Universidade de São Paulo (1983), mestrado em Letras Clássicas pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Letras Clássicas pela mesma universidade (1996). Atualmente, é professor assistente da Universidade Estadual de Campinas. Tem-se dedicado ao estudo da poesia latina (Catulo e Virgílio), à intertextualidade nos estudos clássicos e à questão do biografismo na interpretação da poesia subjetiva romana. Nos últimos anos, consagrou-se ao projeto de anotação e comentário das traduções de Virgílio feitas pelo maranhense Odorico Mendes, coordenando o Grupo de Trabaho Odorico Mendes.

Downloads

Publicado

2011-01-01

Edição

Seção

Artigos / Articles