O texto literário digital: experiências de leitura na educação básica

Autores

  • Adair de Aguiar Neitzel Universidade do Vale do Itajaí
  • Janete Bridon Universidade do Vale do Itajaí
  • Luiz Carlos Neitzel Gerência de Educação - Regional Joinville
  • Maria de Fátima Tonin Lunardi Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2013v9n2p52

Palavras-chave:

Poesia eletrônica, Poesia visual, Leitura, Literatura, Formação de leitores

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de duas pesquisas realizadas em escolas públicas de ensino médio de Santa Catarina, ambas com o objetivo de analisar se esses jovens são leitores de textos literários disponíveis em meio digital, especialmente os textos que fazem parte dos acervos das bibliotecas digitais, para identificar qual a concepção de poesia desses estudantes antes e depois de terem contato com a poesia eletrônica, e qual a relação que eles estabeleceram com a literatura quando esta lhes foi apresentada por meio do computador.  A primeira pesquisa foi realizada com 23 estudantes do terceiro ano de uma escola estadual de Barra Velha. A coleta de dados aconteceu em oito encontros de 50 minutos e culminou com um Chat entre os sujeitos de pesquisa e pesquisadores de instituições parceiras. A segunda pesquisa envolveu um grupo de onze alunos do terceiro ano de uma escola estadual de Itajaí. A coleta de dados deu-se por meio de memoriais produzidos pelos sujeitos após vivências com a poesia impressa, visual e eletrônica. Utilizou-se a análise de conteúdo de forma a identificar o repertório dos alunos, suas práticas leitoras e como eles se relacionaram com o texto literário disponível em meio digital. As pesquisas indicaram que essas foram as primeiras oportunidades de leitura de poesias visuais ou eletrônicas para 100% dos participantes. Além disso, pelas suas raras experiências de leitura em meio impresso, nenhum deles foi considerado leitor, apontando para a necessidade de se ampliar programas de formação de leitores também no ensino médio. 

 

Biografia do Autor

Adair de Aguiar Neitzel, Universidade do Vale do Itajaí

Doutora em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente faz parte do corpo docente permanente do Programa de Mestrado em Educação da UNIVALI. Líder do Grupo de Pesquisa Cultura, Escola e Educação Criadora. Coordenadora Institucional do PIBID/2010 e do Projeto de Formação de Leitores ContArte - contadores de histórias da UNIVALI. Participa como membro do comitê editorial da revista Contrapontos (UNIVALI), Mafuá (UFSC) e Confluências Culturais (UNIVILLE). Participa de atividades cênicas junto ao Grupo de Teatro Porto Cênico. Desenvolve pesquisas sobre Leitura, Formação estética e Formação de professores.

 

Janete Bridon, Universidade do Vale do Itajaí

Mestranda em Educação na linha de pesquisa Cultura, Tecnologia e Processos de Aprendizagem com os estudos promovidos pelo Grupo de Pesquisa Cultura, Escola e Educação Criadora da UNIVALI. Bolsista integral da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) - bolsa concedida por meio do Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (PROSUP) para os cursos de pós-graduação Stricto Sensu em Educação. Professora de língua Portuguesa e língua inglesa. Graduada em Letras Português com mérito estudantil pela Universidade do Vale do Itajaí. Graduada em Letras Inglês com mérito estudantil pela Universidade Federal de Santa Catarina.

 

Luiz Carlos Neitzel, Gerência de Educação - Regional Joinville

Possui graduação em Educação Física pela Universidade da Região de Joinville (1985), especialização em Gestão da Informática na Educação pela UFSC (1998) e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001) na área de Mídia e Conhecimento. Atualmente é membro do Nupill da Universidade Federal de Santa Catarina e professor titular da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina ocupando o cargo de Integrador de Tecnologias Educacionais na Gerência de Educação - Regional Joinville, coordenando a equipe do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE), TV-Escola, Salto para o Futuro e Censo Escolar Regional. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Tecnologia Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: informática educativa, tecnologias educacionais, tecnologias de informação e comunicação na educação, educação e novas tecnologias, gestão da tecnologia na educação e inclusão digital. Presta suporte técnico-pedagógico em escolas da rede estadual de SC que utilizam Software Livre.

Maria de Fátima Tonin Lunardi, Universidade do Vale do Itajaí

Possui Mestrado em Educação pela Universidade do Vale do Itajaí, Especialista em Coordenação Pedagógica (UFSC). Docência na Educação Básica (UNIVALI), Interdisciplinaridade (FACVEST) e Educação de Jovens e Adultos (FACVEST). Pedagoga com ênfase em Educação Infantil e Séries Iniciais, Contadora de Histórias formada pelo SESC. Membro do Grupo de Pesquisas LITERALISE: Grupo de pesquisa em literatura Infantil e juvenil e práticas de mediação literária, da Universidade Federal de Santa Catarina e do Grupo de Pesquisa Escola e Educação Criadora, na linha de pesquisa Cultura, Tecnologia e Aprendizagem. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil, Séries Iniciais, Coordenação Pedagógica e Formação de Leitores, Leitura e Literatura Infantil (meio impresso e digital), Contação de Histórias e Literatura de Santa Catarina. Criadora do Projeto Espaço Literário, Contando Histórias, Formando Leitores, cadastrado no PNLL em 2008. Atua como Chefe do Ensino Fundamental na Secretaria de Educação de Balneário Piçarras, SC.

Downloads

Publicado

2013-12-10

Edição

Seção

Artigos