Ideias preliminares sobre as noções de controle e intencionalidade em ambientes complexos de performance

Rogério Luiz Moraes Costa

Resumo


Neste artigo abordo a questão do controle e da intencionalidade em performances puramente musicais ou que envolvam outras linguagens artísticas e novas tecnologias. Parto de considerações preliminares sobre o assunto relacionando-o aos contextos em que a performance se baseia na interpretação de obras escritas e aos contextos em que a mesma ocorre através da improvisação onde o conceito de obra não é tão relevante. Em seguida relaciono os mesmos temas aos ambientes de improvisação idiomática e às práticas de improvisação livre. Com relação a este aspecto, discorro sobre a questão das memórias coletivas e individuais que condicionam os ambientes de performance, relacionando-a aos conceitos de conhecimento de base e referente. Posteriormente, defino a noção de ambiente complexo de performance como sendo aquele em que vários componentes heterogêneos (inclusive componentes digitais) interagem. Finalizo o texto discutindo de forma preliminar, estes temas através de exemplos de ambientes complexos de performance.

Palavras-chave


Improvisação; Interação; Intencionalidade; Controle; Tecnologia

Texto completo:

PDF/A

Referências


COSTA, Rogério e SCHAUB, Stéphan, Expanding the concepts of knowledge base and referent in the context of collective free improvisation, in Anais do XXIII Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, Editora da Anppom, Natal – 2013.

COSTA, Rogério. Música Errante, o jogo da improvisação livre, Ed. Perspectiva, 2016.

ECO, Umberto, Obra Aberta, Ed. Perspectiva, São Paulo, 1976.

MATURANA, Humberto. De máquinas e seres vivos: autopoiése - a organização do vivo, Porto Alegre, Ed. Artes Médicas, 1997.

PRESSING, Jeff. Psychological Constraints on Improvisational Expertise and Communication, in In the course of Performance: Studies in the World of Musical Improvisation. Ed. Bruno Nettl and Melinda Russel Chicago, University of Chicago Press, 1998.

SOLOMOS, Makis. De la Musique au Son : L’émergence du son dans la musique des XXe – XXIe siècles, Paris, Presses Universitaires de Rennes, 2013.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2018v14n1p114



Direitos autorais 2018 Rogério Luiz Moraes Costa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.