Leitura digital na infância – habilidades e construção do sentido do texto

Mônica Daisy Vieira Araújo

Resumo


A leitura digital é realizada por crianças desde muito pequenas, por meio de dispositivos portáteis e multifuncionais, como tablets e smatphones, pertencentes cada vez mais às próprias crianças, e não aos pais. Diante dessa realidade de experiência de leitura digital, este artigo busca,com base em dados de pesquisas nacionais e internacionais, compreender o fenômeno a partir das habilidades para realizar a leitura de textos multimodais e por meio da maneira como crianças pequenas constroem o sentido dos textos digitais lidos. Habilidades de letramento digital podem ser aprendidas pelas crianças, desde bem pequenas, para que possam construir o sentido dos textos digitalizados e digitais de forma mais competente

Palavras-chave


Criança pequena; Leitura digital; Multimodalidade; Cultura escrita digital

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALIAGAS, Cristina; MARGALLO, Ana María. Children's responses to the interactivity of storybook apps in family shared reading events involving the iPad. Literacy, v. 51. n. 1, p. 44-52, 2017.

ARAÚJO, Mônica Daisy Vieira Araújo. A Leitura de obras de literatura digital e digitalizada por crianças pequenas.Leitura: Teoria & Prática. v. 37, n. 75, 2019. Disponível em: https://ltp.emnuvens.com.br/ltp/article/view/749. Acesso em: 25 ago. 2019.

ARAUJO, Mônica Daisy Vieira; FRADE, Isabel Cristina Alves da; GLORIA, Julianna Silva. The challenges to plan and develop pedagogical practices involving digital written culture in childhood education. In: BRITO, Rita; DIAS, Patricia. (org).Crianças, famílias e tecnologias. Que desafios? Que caminhos? Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa. 2019. Disponível em: https://www.eselx.ipl.pt/sites/default/files/media/2019/e-bookalteracaofinal.pdf. Acesso em: 10 jul. 2019.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 4ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BURNETT, Cathy; MERCHANT, Guy. Learning, Literacies and New Technologies: The Current Context and Future Possibilities.The SAGE Handbook of Early Childhood Literacy. London: SAGE Publications,2013.

BARTON, D.; LEE, C. Linguagem online: textos e práticas digitais. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

BOLTER, J. D.; GRUSIN, R. Remediation: understanding new media.Cambridge: The MIT Press, 2000.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro- do leitor ao navegador. Trad. Reginaldo Moraes. São Paulo: Editora Unesp, 1998.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. São Paulo: Editora Unesp, 2002.

CHARTIER, Roger. Do livro à leitura. In: CHARTIER, Roger (org.). Práticas de leitura. 5. ed. São Paulo: Estação Liberdade, 2011.

CHAUDRON, Stephane; DI GIOIA, Rosanna; GEMO, Mônica (org). Young children (0-8) and Digital technology, Young - A qualitative study across Europe. Publications Office of the European Union, 2018.

COLOMER, Teresa. Andar entre livros – A leitura literária na escola. Trad. Laura Sandroni. São Paulo: Global, 2007.

COSCARELLI, Carla Viana. Tecnologias para aprender. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

CRESCENZI, Lucrezia; JEWITT, Carey; PRICE, Sara. The role of touch in preschool children's learning using iPad versus paper interaction. Australian Journal of Language and Literacy, v. 37, n. 2, 2014.

FALTAY FILHO, Paulo. Sujeitos algorítmicos, subjetividades paranoicas: capitalismo de dados, influência, (in)dividualidades. ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS, 11 a 14 de junho de 2018. Disponível em: http://medialabufrj.net/wp-content/uploads/2019/06/trabalhos_arquivo_1MKDTKBNPAOJUZIR60I1_28_7880_22_02_2019_13_42_16.pdf. Acesso em: 04 ago. 2019.

FISCHER, Steven Roger. História da leitura. Trad. Claudia Freire. São Paulo: Editora Unesp, 2006.

GALLAGHER, Tiffany L. International Perspectives on Literacy Learning with iPads. Journal of Education, v. 195, n. 3, p. 15-25, 2015.

IHMEIDEH, Fathi M. The effect of electronic books on enhancing emergent literacy skills of pre-school children. Computers and Education, v. 79. p. 40-48, 2014.

JEWITT, Carey. Multimodality, ‘‘Reading’’, and ‘‘Writing’’ for the 21st Century. Discourse: studies in the cultural politics of education, v. 26, n. 3, september, p. 315-331, 2005.

KRESS, Gunther. Literacy in the new media age. London: Routledge, 2003.

KRESS, G.; BEZEMER J. Escribirenun mundo de representación multimodal. In: KALMAN; STREET (coord.) Lectura, escritura e matemáticas – Diálogos con a América Latina. México: Siglo XXI, 2009.

KUCIRKOVA, Natalia; MESSER, David; SHEEHY, Kieron. FLEWITT, Rosie. Sharing personalized stories on iPads: a close look at one parent-child interaction. Journal Literacy, v. 47, n. 3, p. 115-122, 2013.

KUCIRKOVA, Natalia; LITTLETON, Karen; CREMIN, Teresa. Young children’s reading for pleasure with digital books: six key facets of engagement. Cambridge Journal of Education, v. 47, n. 1, p. 67-84, 2017.

LIEBERMAN, Debra A.; BATES,Cynthia H.; SO, Jiyeon. Young Children's Learning With Digital Media. Computers in the Schools, v. 26, n. 4, p. 271-283, 2009.

MANGEN, Anne. What hands may tell us about reading and writing. Educational theory, v. 6, n. 4, p. 457-477, 2016.

MARSH, Jackie. Emergent Media Literacy: Digital Animation in Early Childhood. Language and Education, v. 20, n. 6, p. 493-506, 2006.

DOOLEY, Mcmunn Caitlin; MARTINEZ, Miriam; ROSER, Nancy L.Young Children's Literary Meaning Making: A decade of research 2000–2010. The SAGE Handbook of Early Childhood Literacy. London: SAGE Publications, 2013.

MILLER, Elizabeth B.; WARSCHAUER, Mark. Young children and e-reading: Research to date and questions for the future. Learning. Media and Technology, v. 39, n. 3, p. 283-385, 2014.

NEUMANN, Michelle M.; FINGER, Glenn; NEUMANN, David L. A Conceptual Framework for Emergent Digital Literacy. Early Childhood Education Journal, v. 45, n. 4, p. 471-479, 2017.

OLIVEIRA, Luiz Otávio Martins de. O livro infantil ilustrado: dos impressos às telas eletrônicas. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagens). Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, 2014.

PINSKY, Luciana. Os editores e o livro digital – o que está sendo feito e pensando em tempo do incunábulo digital. In: DEAECTO, Midori; MARTINS FILHO, Plínio. Livro: revista do núcleo de estudos do livro e da edição, n. 3. São Paulo: Ateliê Editorial, 2013.

PRENSKY, M. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. Harvard University Press, 2001. Disponível em: http://www.colegiongeracao.com.br/novageracao/2_intencoes/nativos.pdf. Acesso em: 03 out. 2017.

PANORAMA MOBILE TIME/Opinion Box. Crianças e smartphones no Brasil. São Paulo: 2017. Disponível em: https://panoramamobiletime.com.br/.

FAILLA, Zoara (org.) Retratos de leitura no Brasil. 4. ed. Rio de Janeiro: Sextante,2016. Disponível em: http://prolivro.org.br/home/images/2016/RetratosDaLeitura2016_LIVRO_EM_PDF_FINAL_COM_CAPA.pdf. Acesso em: 02 out. 2019.

RVACHEW, Susan; REES, Kathrin; CAROLAN, Elizabeth; NADIG, Aparna. Improving emergent literacy with school-based shared reading: Paper versus ebooks. International Journal of Child-Computer Interaction, 12, p. 24-29, 2017.

ROJO, Roxane. H. R. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

STREET, B. Eventos de letramento e práticas de letramento: teoria e prática nos Novos Estudos do Letramento. In: MAGALHÂES, Isabel (org.). Discursos e práticas de letramento: pesquisa etnográfica e formação de professores. Campinas: Mercado de Letras, 2012.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de lectura. Espanha: Graó Editorial, 1992.

VASCONCELOS, Rebecca Schirmer de Souza. Práticas multimodais no aplicativo WhatsApp: apropriação da cultura escrita digital por crianças em processo de alfabetização. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de Educação/UFMG, 2019.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2019v15n2p6



Direitos autorais 2020 Daisy Vieira Araújo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.