Ferramentas digitais para a leitura: aplicação e efeitos na compreensão textual de alunos bilíngues

Déborah Louise Moura Tavares Pessoa, Janaina Weissheimer

Resumo


O presente artigo traz uma síntese sobre os efeitos da ferramenta para leitura Spritz sobre a competência leitora de sujeitos bilíngues. O estudo que serviu de base para sua elaboração destaca a compreensão de leitura em dois modos de apresentação do texto - Spritz e digital - e em duas línguas -Português (L1) e Inglês (L2). A investigação, de caráter exploratório e empregando métodos mistos, utilizou dados provenientes de 26 sujeitos, que foram submetidos a testes para aferição da proficiência em L2, conhecimento prévio e compreensão de leitura em L1 e L2. Os resultados evidenciam que, independentemente do modo de apresentação do texto, a compreensão de textos em L1 foi superior à compreensão em L2. Em relação ao modo de apresentação do texto, as análises estatísticas não mostraram diferenças significativas entre o escore de leitura dos participantes nas modalidades Spritz ou digital, na L1 ou L2. Em linhas gerais, o estudo contribui para a discussão sobre a aplicabilidade de recursos tecnológicos como o Spritz em tarefas de leitura envolvendo L1 e L2, em sala de aula.

 


Palavras-chave


Leitura; Memória; Bilinguismo

Texto completo:

PDF/A

Referências


BENEDETTO, A.; CARBONEA, A.; PEDROTTIC, M.; LE FEVREA, K.; BEYA, L.; BACCINOA, T. Rapid serial visual presentation in reading: The case of Spritz. Computers in Human Behavior, p. 352-358, 2015.

BERNHARDT, E.B.; KAMIL, M.L. Interpreting relationships between L1 and L2 reading: Consolidating the linguistic threshold and the linguistic interdependence hypotheses. Applied Linguistics, v. 16, p. 15-34, 1995.

BOUMA, H.; DE VOOGD, A.H. On the control of eye saccades in reading. Vision Research,v. 14, n. 4, p. 273-284, 1974.

BRAGA, D.; BUSNARDO, J. Metacognition and foreign language reading: fostering awareness of linguistic form and cognitive process in the teaching of language through text. Lenguas Modernas, n. 2, p. 129-149, 1993.

BRYSBAERT, M.; NAZIR, T. Visual constraints in written word recognition: evidence from the optimal viewing-position effect. JournalofResearch in Reading, v. 28, n. 3, p. 216-228, 2005.

CARVALHO, V. Ensina-se a “ler” em inglês no ensino médio? Uma análise de materiais didáticos e da prática docente. 2009, 119 f. Santa Cruz do Sul, Dissertação (Mestrado – Leitura e Cognição) - Universidade de Santa Cruz do Sul, 2009.

COLTHEART, M. Modelando a leitura: a abordagem da duplarota. In: SNOWLING, M. J.; HULMES, C. (org.). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013.

FORSTER, K. I. Visual perception of rapidly presented word sequences of varying complexity. Perception&Psychophysics, 8, p. 215-221, 1970.

GILBERT, L. C. Speed of processing visual stimuli and its relation to reading. JournalofEducationalPsychology, 55, p. 8-14, 1959.

GONÇALVES, Talita dos Santos. Compreensão de textos em L1 e L2: diferenças, semelhanças e o papel da memória. PUC-RS. Disponível em: http://www.ucpel.tche.br/senale/cd_senale/2013/Textos/trabalhos/53.pdf. Acesso em: 12 jan. 2018.

GOODMAN, K. Reading: A Psycholinguistic Guessing Game. In: H. Singer and R. B. Ruddell (ed.), Theoretical Models and Processes of Reading. Newark: International Reading Association, 1970.

GOODMAN, K. The reading process. In: CARRELL, P.; DEVINE, J.; ESKEY, D. (org.) Interactive approaches to second language reading. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.p. 11-21.

GOUGH, P. B. One second of reading. In: KAVANAGH, J.F.; MATTINGLY, I.G. (org). Language by ear and by eye. Cambridge: MIT Press, 1972. p.353- 378.

JUOLA, J.F.; WARD, N.J.; MCNAMARA, T. Visual search and reading of rapid serial presentations of letter strings, words, and text. Journal of Experimental Psychology: General, 111, p. 208- 227, 1982.

KINTSCH, W. Comprehension: A paradigm for cognition. New York: Cambridge University Press, 1998.

KLEIMAN, Ângela. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. Campinas/São Paulo: Pontes, 1989.

MAURER, M.; LOCKE, J. Why Spritz works: It’s all about the alignment of words [Web log post]. Disponível em: http://www.spritzinc.com/blog. Acesso em: 16 fev. 2014.

NORMAN, D. A.; BOBROW, D. G. Sobre el papel de los procesos activos de la memoria en la percepción y en la cognición. In: COFER, C. H. N. (ed.). Estrutura de la Memoria Humana. Barcelona: Omega, 1979. p. 127-147.

POTTER, M. C. Rapid serial visual presentation (RSVP): A method for studyinglanguageprocessing. In: D. E. Kieras; M. A. Just (ed.).New methods in reading comprehension research. Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 1984. p. 91-118.

POTTER, M.C.; KROLL, J.F.; HARRIS, C. Comprehension and memory in rapid sequential reading. In: R.S. Nickerson (ed.). Attention and performance, v. 8. Hillsdale, Erlbaum, 1980. p. 395-418.

PROAPS, A. B.; BLISS, J. P. The effects of text presentation format on reading comprehension and video game performance. Computers in Human Behavior, 2014.

RAYNER, K. Eye movements and attention in reading, scene perception, and visual search. Quarterly journal of experimental psychology, v. 62, n. 8, p.1457-1506, 2009.

RAYNER, K.; SCHOTTER, E.; MASSON, M.E.J.; POTTER, M.C.; TREIMAN, T. So Much to Read, So Little Time: How Do We Read, and Can Speed Reading Help? Psychological Science in thePublicInterest, v. 17, n. 1, p. 4-34, 2016.

SCHERER, L. C; TOMITCH, L. M. B. Leitura em língua estrangeira (LE): Aspectos neuropsicolinguísticos e implicaçõespedagógicas. In: FLORES, O. C. (org.) Linhas e entrelinhas: leitura na sala de aula. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2008.

SCHOTTER,E.R.;TRAN,R.;RAYNER,K.Don’tbelievewhatyouread(onlyonce):Comprehension is supported by regressions during reading. Psychological Science, 25, p. 1218-1226, 2014.

SHAHNAZARI, M. T.; DABAGHI, A. A Critical Overview of Models of Reading.Comprehension with a Focus on Cognitive Aspects.University of Isfahan, Iran, v. 2, n.1, 2014.

SHAYWITZ, S. Overcoming Dyslexia: a new and complete science-based program for reading problems at any level. Vintage, 2005.

VARELA, I. C. Ativação do conhecimento prévio como facilitador da compreensão de textos orais em língua estrangeira. 2006. 102 f. Fortaleza, Dissertação (Mestrado em Linguística), Universidade Estadual do Ceará, 2006.

WEISSHEIMER, J.; GODOY, M.; FUJII, R. C.; LEITE, L.; LEANDRO, D.C.; ADAMY,N.; TAVARES, D.; OLIVEIRA, A. Reading on mobile digital screens: does text presentation mode affect comprehension.Polifonia: estudos da linguagem, v. 35, p. 127, 2017.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2019v15n2p74



Direitos autorais 2020 Déborah Louise Moura Tavares Pessoa, Janaina Weissheimer

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.