A projeção mural multimédia como formação cultural e democrática no espaço público

Autores

  • Hernando Urrutia Universidade Aberta
  • Pilar Perez Universidade Autônoma de Madrid
  • Adérito Fernandes-Marcos Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC); Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC-TEC); Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D); Universidade Aberta de Portugal

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2020v16n2p194

Palavras-chave:

Arte contemporânea, Tecnologia Digital, Projeção Mural, Espaço Público, Formação Democrática

Resumo

A projeção mural multimédia é hoje comumente utilizada para fins puramente publicitários ou lúdicos, de entretinimento, no âmbito de eventos que convoquem grandes aglomerados de públicos, sendo menos usual os fins culturais e educacionais. Neste artigo vamos apresentar, analisar e discutir o recurso à projeção mural multimédia em espaços públicos, com objetivos educacionais, formação cultural e de interpelação artística, tomando como tema do conteúdo projetado a própria arte contemporânea e o pensamento crítico que lhe está associado. O artigo toma como base de reflexão os cenários de arte experimental do projeto "+ PROJECTION AC - Projeção da arte contemporânea no espaço público” e suas múltiplas instanciações em diversos locais onde a projeção mural multimédia foi colocada em prática.

Biografia do Autor

Hernando Urrutia , Universidade Aberta

Doutorando em Média-Arte Digital da Universidade Aberta / Universidade do Algarve; Investigador Colaborador do CIAC (Centro de Investigação em Artes e Comunicação); investigador convidado do M-ITI (Madeira Interactive Technologies Institute); Diretor e Curador de: IMAGE PLAY - International Video Art Festival e EXPERIMENTA – Transformação Audiovisual; Membro do grupo Arte e Tecnologia da VADB, da Seção de Investigação de Polifranquearte - Espanha, e da Rede VADB - Arte Contemporânea Latino Americana; foi Presidente da Fundação HÁ-SER - Arte Contemporâneo; Diretor e Fundador dos projetos: + PROJECTION AC - Projeção da arte contemporânea no espaço público,  Urban-Som, INexTERNO, + Sound Art Project, Processos de Comunicação Digital, olhAR-TE tocAR-TE,  olhAR-TE MAPEA-MENTO, + Art  Contemporary, Line - Art Project.

Pilar Perez, Universidade Autônoma de Madrid

Artista visual e professora titular da Universidade Autônoma de Madrid, integrante do quadro desde 1999. Primeiro prêmio nacional extraordinário para estudos de Belas Artes em 1995, Ministério da Educação. Doutora em Belas Artes pela UCM e Especialista em Educação Artística pela UCM. Pós-graduado em Psicanálise Analítica pela Universidade Ramón Llull de Barcelona. Bolsista de pesquisa do CSIC, Departamento de Antropologia, durante o desenvolvimento da tese de doutorado. Entre as últimas exposições artísticas: à exposição individual "Chapeuzinho Vermelho às vezes penteia tranças" 2014 na "La casa de la abuelita" em Madrid. Do projecto da exposição individual "Virgens Angélicas, Doces e Furiosas" no Palácio de San Galgano em Siena em 2009, continuação deste projecto com portuguesas dos 0 aos 100 anos "Virgens, Angélicas, Doces e Furiosa de Portugal", exposição individual no Museu Grão Vasco, Viseu em 2018. O projeto-exposição em Paris “Un musée éphémère. Vida de migrantes ”2019. Como Performer, destaco a performance longitudinal “Post-Bolonian Uniform” de 2011 a 2015. “Foreign” em “Le vent se lève” em Paris 2016. Em Walvis Bay “Je parle le français comme une vache espagnole et j'en suis fier” 2018. O projeto performativo em educação artística "Eu visto minha professora" entre 2016 e 2018 ". Em 2019 em o projeto “The Destinies os Senses” a performance “Respeto / Respeito”. Atualmente em 2020, desenvolvendo o projeto de performance “You just ran”.

Adérito Fernandes-Marcos, Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC); Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC-TEC); Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D); Universidade Aberta de Portugal

Doutorado pela Technische Universitaet Darmstadt, Alemanha; Agregado (livre docência) em Tec. e Sistemas de Informação pela Univ. do Minho. É professor catedrático da Universidade Aberta de Portugal. Foi o fundador e diretor do programa de Doutoramento em Média-Arte Digital, uma oferta em associação da Universidade Aberta e da Universidade do Algarve. É investigador do Centro de Investigação em Artes e Comunicação e colabora ainda como investigador no INESC-TEC e no LE@D. Foi o fundador da série de conferências ARTECH - Conferência Internacional de Arte Digital e Interativa (9 edições realizadas). É (co)autor de cerca de uma centena de publicações. É editor-chefe das revistas científicas: International Journal of Creative Interfaces and Computer Graphics (ISSN: 1947-3117); ART(e)FACT(o) – Revista Int. de Estudos Transdisciplinares sobre Artefactos nas Artes, Tecnologia e Sociedade (ISSN: 2184-2086).

Referências

BACON, Francis (1597). Meditationes Sacrae. Londini. : Excusum impensis Humfredi Hooper. 1597. English essays. 1800, Early English Books Online. eBook . Número da OCLC:766939025

BENJAMIN, Walter (1936). La Obra de Arte en la Era de su Reproductibilidad Técnica, ensayo, segunda versión del texto originalmente escrito en 1936 y publicada en 1955, p. 70/113

CABRITA, Pedro (2014). A Arte Contemporânea. Programa S/Titulo, Episodio 1, Entrevista de 2014, transmitido el 16 de Septiembre 2016, en el canal de televisión RTP 2. disponible: http://www.rtp.pt/play/p2827/e250928/s-titulo.

DEUTSCHE, Rosalyn (1992). Art and Space: Questions of Democracy. Publicado por la Duke University Press 1992 ISSN: 01642472 p.34-53

DIKOVITSKAYA, Margaret (2005). Visual Culture: The Study of the Visual after the Cultural Turn. ISBN: 0-262-04224- X, Massachusetts Institute of Technology, 2005.

FERNANDES-MARCOS, Adérito (2017). Computer artefact: the crucial element in artistic practice in digital art and culture. Revista “Lusófona de Estudos Culturais”. ISSN 2183-0886. Vol. 3, n. 2, 149–166, 2017, disponible: http://hdl.handle.net/10400.2/6773

HOBBES, Thomas. (1655) De Corpore - Elementorum philosophiae sectio prima De corpore . Colección: Bibliotheque Des Textes Philosophiques 2002, Francia, ISBN: 9782711621323

MACHADO, Aquilino y ANDRÉ, Isabel. (2012) Espaço Público e Criatividade Urbana - O Caso do Marais em Paris, Finisterra, XLVII, 94, 2012, p. 119-136

MORA, Francisco. (2018) Somos lo que la educación hace de nosotros. Del programa "Aprendamos Juntos" del "BBVA" y "El País", de España, disponible: https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/que-es-la-neuroeducacion-francisco-mora/ https://www.youtube.com/watch?time_continue=7&v=ETagN9TDZJI&feature=emb_logo

NASCIMENTO, Erinaldo (2005). A Cultura Visual no Ensino de Arte Contemporâneo: singularidades no trabalho com as imagens – 2005, publicado en 2012, “Sala de lectura”. Originalmente publicado en la edición nº 42, Julio de 2006, del Boletín “Arte na Escola”

NETO, Alfredo (2007). Foucault e a Educação, Editora Autêntica, Brasil 2007, ISBN 9788575261057.

ROBB, Graham (1999). Victor Hugo (Biografía). Ed. W.W. Norton & Company, 1999, ISBN: 0393318990, 9780393318999

SANTAELLA, Lucia (2008). Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus. 2008

SANTAELLA, Lucia (2013). Comunicação ubiqua: Repercussões na cultura e na educação. São Paulo: E. Paulus. 2013

URRUTIA, Hernando (2018). + Projection AC Artefact of video projection of contemporary art in the public space, articulo, publicado en el libro “ARTeFACTo2018 - PROCEEDINGS” (Actas – 1st International Conference of Transdisciplinary Studies), ISBN: 978-989-99370-7-9, Noviembre de 2018, Lisboa – Portugal p. 112-118

VARDA, Agnès. (2019) Varda por Agnès. Documentario autobiográfico, escrito, realizado y coproducido por Varda Agnès, con Coproducción de Cine Tamaris y Arte France, con apoyo de: "Canal Arte", "MoMA", "Foundation Cartier - pour l'art contemporain" "Cine +", "MKzfilus" "NBB", "Scarlett", "Kerin". 2019

Downloads

Publicado

2020-12-22