Internacionalização de empresas russas no Brasil: configurações de transação para o fornecimento de carne bovina

Autores

  • Karim Marini Thomé UnB
  • Fabrício Oliveira Leitão INESC
  • José Márcio Carvalho UnB
  • Enzo Lenine Nunes Batista Lima UnB
  • Patrícia Santana Costa Gomes UNICEUB
  • Marcus Alexandre Rodrigues Ruzzon UNEB

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8077.2010v12n27p169

Palavras-chave:

Internacionalização, Custos de Transação, Comércio Internacional de Carne Bovina, Mercado Russo, Representação gráfica

Resumo

O presente artigo é um estudo exploratório, em que as variáveis estudadas têm natureza qualitativa. O objetivo é caracterizar como firmas russas atuantes no comércio de carne bovina internacionalizaram seus negócios em direção ao mercado produtor brasileiro. Com a aplicação de 14 entrevistas, chegou-se à construção de quatro configurações de transações que são realizadas por organizações russas no mercado brasileiro. A primeira configuração discutida é a que apresenta o maior número de organizações envolvidas, tem a vantagem de permitir alta especialização das mesmas e de possibilitar as transações com empresas atacadistas e varejistas russas por meio da internacionalização de terceiros (trading companies) em negócios internacionais. Na segunda configuração, observa-se uma maior responsabilidade por parte da empresa atacadista russa, o que se deve ao fato de que esta categoria de organização conseguiu internalizar operações inicialmente atribuídas à trading company. A terceira configuração observada é uma situação transitória em que a trading company com habilitação para varejo russo toma a frente e é o elo entre a organização de varejo russo e a empresa frigorífica exportadora brasileira. A quarta configuração de transação mostrou-se muito eficiente, vez que permite uma grande integração de atividades, eliminando assim intermediários.

Biografia do Autor

Karim Marini Thomé, UnB

Downloads

Publicado

2010-01-01

Edição

Seção

Artigos