A reforma do poder judiciário no Brasil: uma análise a partir do modelo gerencial

Autores

  • Gabriel Astoni Sena Universidade Federal de Viçosa
  • Edson Arlindo Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Roberto de Almeida Luquini Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8077.2012v14n33p68

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar o perfil da reforma no Poder Judiciário brasileiro, por meio da análise do processo de reforma do Estado. Nesse sentido, o foco do estudo foi identificar o processo de substituição do modelo burocrático para o gerencial, implantado na administração pública brasileira a partir de 1995, tentando transplantá-lo para a gestão judiciária. Além disso, foi observado o papel que o Conselho Nacional de Justiça exerceu neste processo e a lógica do plano de metas da instituição, buscando descrever o viés dessa reforma. Como resultados observou-se que as metas implantadas buscaram implantar uma gestão mais eficaz neste núcleo estratégico do Estado, com ênfase na celeridade processual. Dessa forma, a lógica gerencial exerceu grande influência no novo modelo de gestão adotado tendo em vista que as diretrizes dessa reforma focaram nos objetivos estratégicos do poder e não na lógica fiscal, predominantemente economicistas. Deve-se ressaltar que não se pretende esgotar a temática, porém, é necessário suscitar um campo de debate para que sejam discutidas as consequências da adoção deste modelo na gestão do Poder Judiciário e seus reflexos para a sociedade brasileira.

Biografia do Autor

Gabriel Astoni Sena, Universidade Federal de Viçosa

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Mestrando em Administração pela Universidade Federal de Viçosa. Analista Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais.

Edson Arlindo Silva, Universidade Federal de Viçosa

Professor Adjunto da Universidade Federal de Viçosa

Roberto de Almeida Luquini, Universidade Federal de Viçosa

Professor Adjunto da Universidade Federal de Viçosa

Downloads

Publicado

2012-07-17

Como Citar

Sena, G. A., Silva, E. A., & Luquini, R. de A. (2012). A reforma do poder judiciário no Brasil: uma análise a partir do modelo gerencial. Revista De Ciências Da Administração, 14(33), 68–78. https://doi.org/10.5007/2175-8077.2012v14n33p68

Edição

Seção

Artigos