Diversficação e avaliação de carteiras nos mercados de capitais dos principais países latino-americanos

Newton Carneiro Affonso da Costa Junior, Caio Nór Güttler

Resumo


O presente estudo tem o objetivo de verificar se investimentos simultâneos em vários mercados internacionais de ações são mais atrativos do que aqueles realizados somente em um único mercado nacional, ou seja, se os primeiros apresentam uma relação risco-retorno superior. Pode-se admitir que se houver uma total integração entre os países analisados, tem-se pouca vantagem na diversificação internacional, mas se os mesmos forem menos integrados, a diversificação traria vantagens em termos de risco e retorno. A base empírica do trabalho está fundamentada na teoria de carteiras de Markowitz, no CAPM e nos índices de medição do desempenho de carteiras de Sharpe, Treynor e Jensen. A análise foi feita para o período de fevereiro de 1993 a janeiro de 2003, com base nas ações mais negociadas nas bolsas dos principais países da América Latina. Os resultados mostraram que a diversificação de carteiras em mercados internacionais é mais indicada.

Palavras-chave


Diversificação de carteiras; Investimentos internacionais; Avaliação do desempenho de carteiras

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.