Programa de educação pelo trabalho: desafios e potencialidades na saúde mental no sul do Brasil

Autores

  • Maria de Lourdes Custódio Duarte UFRGS
  • Denise Bratz UFRGS
  • Liege Porto UFRGS
  • Odete Torres UFRGS
  • Marivana Fernandes UFRGS
  • Danielle Scholz Unipampa

Palavras-chave:

Cocaína-Crack, Serviços de Saúde Mental, Promoção da Saúde, Educação.

Resumo

O presente estudo objetiva relatar a experiência do Programa de Educação Pelo Trabalho(PET) Saúde Mental com ênfase em Crack, Álcool e outras drogas em um município do Sul do Brasil. Esse Programa contou com a participação de alunos de graduação, preceptores do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), tutor e professor colaborador que tiveram o propósito de qualificar a atenção em saúde mental junto aos profissionais que atuam diretamente com a dependência química. Foram evidenciados desafios e potencialidades durante o período de execução desse Programa como falta de qualificação profissional no âmbito da dependência química, além da uma restrita rede de serviços. No que tange às potencialidades destacam-se projetos para ampliação da rede através de parcerias entre ensino e serviço. Enfatiza-se a importância desse Programa para o ensino, serviço, gestão e comunidade tendo em vista a percepção global dos benefícios e resultados gerados no encontro de ações propositivas no território.

 

Downloads

Publicado

2019-06-01

Como Citar

DUARTE, M. de L. C.; BRATZ, D.; PORTO, L.; TORRES, O.; FERNANDES, M.; SCHOLZ, D. Programa de educação pelo trabalho: desafios e potencialidades na saúde mental no sul do Brasil. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 11, n. 28, p. 38-45, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/68518. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos originais