Uma análise documental das estratégias de cuidado a indivíduos com diagnóstico de depressão

Patricia Kozuchovski Daré, Sandra Noemi Caponi

Resumo


Apesar de todos os avanços e discussõesreferentes à Reforma Psiquiátrica, métodos mais ampliados de diagnóstico etratamentos menos medicalizantes, ainda observamos que estas reflexões nãorepercutem na prática dos serviços em saúde mental. O objetivo deste trabalhofoi de analisar as estratégias de cuidado à saúde dos usuários com diagnósticode depressão, a partir do exame de documentos que são referência sobre o assunto.Os documentos examinados foram o Relatório sobre a Saúde no mundo (2001), oRelatório da IV Conferência Nacional de Saúde Mental Intersetorial (2010) e oProtocolo de Atenção em Saúde Mental de Florianópolis (2010). A técnicautilizada para análise dos dados foi de conteúdo temático, sendo que foramidentificadas três categorias: 1) diretrizes gerais sobre saúde mental; 2)métodos de avaliação e diagnóstico da depressão e 3) prescrição de medicamentosantidepressivos e outras estratégias de cuidado e tratamento. Observou-se que doano de 2001 até 2010 alguns avanços teóricos foram tecidos sobre a temática dasaúde mental. Mas ao avaliarmos a progressão dos mesmos, na prática, aindavemos grandes lacunas e tímidos progressos. As discussões foram ampliadas, aspolíticas reformuladas e mesmo assim estamos estagnados em termos de pesquisa eprática sobre estratégias mais ampliadas e métodos de tratamento e cuidado aspessoas com diagnóstico de depressão.

Palavras-chave


Medicalização; Depressão; Saúde Mental; Estratégias de cuidado.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2020.