Os centros de convivência: dispositivos híbridos para a produção de redes que extrapolam as fronteiras sanitárias

Conteúdo do artigo principal

Sabrina Helena Ferigato
Sérgio Resende Carvalho
Ricardo Rodrigues Teixeira

Resumo

Esse trabalho tem como objeto de pesquisa a produção dos Centros de Convivência de Campinas junto às redes de Saúde. Trata-se de um dos produtos de tese de doutorado em Saúde Coletiva que teve como objetivo principal cartografar o que produz os Centros de Convivência e também o que os produzem. Para isso, foi utilizada a metodologia de pesquisa qualitativa, a partir do método da cartografia, incluindo a revisão bibliográfica e pesquisa de campo sobre o tema. O estudo apresenta como resultado uma proposição sobre a função dos Centros de Convivência e suas principais interfaces com as redes de Saúde, incluindo a análise de suas potências e limitações

Detalhes do artigo

Como Citar
FERIGATO, . H.; CARVALHO, . R.; TEIXEIRA, . R. Os centros de convivência: dispositivos híbridos para a produção de redes que extrapolam as fronteiras sanitárias. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 8, n. 20, p. 79–100, 2016. DOI: 10.5007/cbsm.v8i20.69137. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69137. Acesso em: 1 out. 2022.
Seção
Trabalho com Cultura e Arte: Implicações em Saúde Mental e Atenção Psicossocial
Biografia do Autor

Sabrina Helena Ferigato, Departamento de Terapia Ocupacional - Universidade Federal de São Carlos

Terapeuta Ocupacional, doutora em Saúde Coletiva, docente adjunta do Departamento de Terapia ocupacional da Universidade federal de São Carlos

Sérgio Resende Carvalho, Departamento de Saúde Coletiva - Unicamp

Médico, Dr. em Saúde Coletiva, prof. Dr do Departamento de Saúde Coletiva/ FCM/UNICAMP

Ricardo Rodrigues Teixeira, Departamento de Medicina Preventiva - Universidade de São Paulo - USP

médico, Dr. em Medicina preventiva, professor da Faculdade de Medicina da USP

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)