O diário de campo como recurso didático-pedagógico para a disciplina sociologia no ensino médio

Autores

  • Andre Luis Santos de Souza Universidade Federal de Viçosa. Colégio Salesiano Dom Helvécio Colégio Cener.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-3532.2015n14p67

Palavras-chave:

Aula, Ciências Sociais, Ensino, Interação, NTIC

Resumo

Este artigo mobiliza alguns dados e análises com base em um processo educacional envolvendo a disciplina de Sociologia e estudantes do primeiro ano do Ensino Médio. Os dados e discussões foram produzidos a partir das interações face a face proporcionada pela sequência didática de cinco aulas em uma instituição privada de ensino localizada na cidade de Ponte Nova, MG. A temática que norteou as aulas foi “Tecnologias e Mídias” e os conceitos mobilizados foram Tecnologia, TICs, NTICs e Mídia. Objetivou-se, com auxílio e participação dos estudantes, o estranhamento e desnaturalização dos usos e significados relativos às Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs) no cotidiano deles. Como recurso didático os estudantes produziram “diários de campo” narrando um dia em sua rotina e foram orientados a fazer leitura deles e, com ajuda do professor, interpretar e analisar os dados contidos nos relatos. Notou-se que esse recurso auxiliou de modo eficaz na mediação do conhecimento crítico da realidade social e na compreensão científica da disciplina.

Biografia do Autor

Andre Luis Santos de Souza, Universidade Federal de Viçosa. Colégio Salesiano Dom Helvécio Colégio Cener.

Graduado em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Viçosa-UFV. 

Professor da disciplina de Sociologia em rede privada de ensino.

Downloads

Publicado

2016-08-13

Edição

Seção

Dossiê