Descortinando enfermagem através da arte: uma experiência integradora em busca da interdisciplinaridade

Denise Finger, Jeane Barros de Souza, Tassiana Potrich

Resumo


O enfermeiro necessita abrir novos olhares de atuação profissional, refletindo a interdisciplinaridade e buscando atender aos princípios da transversalidade e integralidade das ações de saúde e cuidado. Assim, o presente artigo objetiva relatar a vivência na construção e realização de atividades integradoras e interdisciplinares no curso de graduação em Enfermagem da Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), campus Chapecó, durante a reformulação de seu Projeto Político Pedagógico (PPP). Trata-se de um relato de experiência acadêmica do Grupo de Trabalho Catavento, o qual lançou, no primeiro semestre de 2015, a proposta da atividade integradora com o tema central “O que eu penso da Enfermagem”. Durante a realização da atividade, constatou-se a grande interação entre discentes e docentes de diferentes fases e componentes curriculares.  Assim, a atividade foi avaliada pelos participantes como uma atividade de extrema importância para a integração do curso, com sugestões de novas estratégias para os próximos semestres.   


Palavras-chave


Enfermagem; Arte; Comunicação Interdisciplinar; Educação

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, L. O, et al. O trabalho de equipe em enfermagem: revisão sistemática da literatura. Rev Bras Enferm, v.58, n. 2, p. 203-7, 2005. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/reben/v58n2/a15.pdf>. Acesso em 25 Jul 2016.

BRASIL, Ministério da Saúde. 8ª Conferência Nacional de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 1986. Disponível em:< http://conselho.saude.gov.br/biblioteca/relatorios/relatorio_8.pdf>. Acesso em 28 Jul 2016.

CURY, A.J. Pais brilhantes, professores fascinantes. Rio de Janeiro: Sextante; 2003.

DUARTE, M.G; ALVES, M.S. Trabalho em equipe/proximidade do paciente: elementos da práxis de Enfermeiras na terapia intensiva. Rev Enferm UFSM, v.4, n.1, p.144-151, 2014. Disponível:< http://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/viewFile/9059/pdf>. Acesso em 25 Jul 2016.

LEIS, H.R. Sobre o conceito de interdisciplinaridade. Caderno de Pesquisa interdisciplinar em Ciências Humanas, v.6, n.73, p.1-23, 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/2176/4455

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução de Eloá Jacobina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil; 2004.

MOTTA, P.R. Desempenho em equipes de saúde: manual. Rio de Janeiro (RJ): FGV; 2001.

PELEIAS, I.R, et al. Interdisciplinaridade no ensino superior: análise da percepção de professores de controladoria em cursos de ciências contábeis na cidade de são Paulo. Avaliação, v.16, n.3, p. 499-532, 2011. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/aval/v16n3/v16n1a02.pdf>. Acesso em 28 Jul 2016.

RANGEL, R.F, et al. Avanços e perspectivas da atuação do enfermeiro em estratégia saúde da familia. Cogitare Enferm, v.16, n.3, p.498-504, 2011. Disponível em:< https://www.researchgate.net/publication/271715013_AVANCOS_E_PERSPECTIVAS_DA_ATUACAO_DO_ENFERMEIRO_EM_ESTRATEGIA_SAUDE_DA_FAMILIA>. Acesso em 25 Jul 2016.

SILVA, A.L. O saber nightingaleano no cuidado: uma abordagem epistemológica In: WALDOW, V.R; LOPES, M. J. M; MEYER, D. E, organizadores. Maneiras de cuidar, maneiras de ensinar: a enfermagem entre a escola e a prática profissional. Porto Alegre (RS): Artes Médicas; 1995.

TANAKA, L.H; LEITE, M.M.J. Processo de trabalho do enfermeiro: visão de professores de uma universidade pública. Acta. Paul. Enfermagem, v.21, n.3, p.481-6, 2008. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/ape/v21n3/pt_16.pdf>. Acesso em 28 Jul 2016.

THIESEN, J.S. A interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem. Rev. Bras. Educ, v.13, n.39, p.545-98, 2008. Disponível em: . Acesso em 25 Jul 2016.

TREML, E.E.Z; PEREIRA, L; SCHOLZE, E. Prática Pedagógica Integradora nas Disciplinas do Curso de Ciências Contábeis de uma Universidade Comunitária do Norte de Santa Catarina: uma experiência interdisciplinar num devir. Anais XXXV Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro – RJ, 2011. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/EPQ2089.pdf. Acesso em 25 Jul 2016.

VASCONCELOS, E.M. Complexidade e pesquisa interdisciplinar:epistemologia e metodologia operativa. Petrópolis (RJ): Vozes; 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2017v14n25p173



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.