Analogias e metáforas no ensino de Física Moderna apresentadas nos livros didáticos aprovados pelo PNLD 2018

Felipe Augusto Kopp, Voltaire de Almeida

Resumo


Este artigo investiga a presença de analogias e metáforas em capítulos de Física Moderna nos livros didáticos indicados pelo Guia de Livros Didáticos – PNLD 2018. Com base nos estudos linguísticos mais atuais, tenta-se estabelecer uma distinção conceitual entre essas duas figuras de linguagem para que elas possam ser melhor aproveitadas no ensino de Física. Para a coleta e registro dos dados, utiliza-se a análise de conteúdos proposta por Bardin (2002), enquanto que para a classificação das ocorrências é utilizada uma versão adaptada daquela proposta por Curtis e Reigeluth (1984). Os resultados obtidos, tanto numéricos quanto qualitativos, evidenciam as características opostas entre analogias e metáforas. Ambas aproximam informações familiares ou já conhecidas (veículo) de informações novas (alvo), mas a analogia faz isso aproximando coisas que pertencem a domínios com características comuns, enquanto a metáfora o faz aproximando coisas que pertencem a domínios muito distintos. Didaticamente, as analogias permitem fazer comparações por meio de semelhanças ou diferenças, o que é fundamental para a explicação de conceitos de Física Moderna. Já as metáforas podem ajudar a aproximar conceitos concretos de abstratos, mas isso é feito, em geral, de forma mais simples, o que requer um cuidado maior por parte dos autores de livros didáticos e dos professores que os utilizam.


Palavras-chave


Analogias; Metáforas; Livro didático; Física Moderna; Ensino de Física

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANDRADE, A. C. S. et al. Analogias e metáforas no ensino e aprendizagem do conceito de átomo: breve análise em livros didáticos. Scientia Plena, v. 10, n. 4, 2014.

ANDRADE, B. L. de; ZYLBERSZTAJN, A.; FERRARI, N. As analogias e metáforas no ensino de ciências à luz da epistemologia de Gaston Bachelard. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, v. 2, n. 2, p. 182-192, jul./dez. 2000.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

BOZELLI, F.; NARDI, R. O uso de analogias e metáforas como recursos didáticos no ensino de física. Tecné, Episteme y Didaxis, n. 17, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. PNLD 2018: apresentação – guia de livros didáticos – ensino médio. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretária de Educação Básica, 2017a.

BRASIL. Ministério da Educação. PNLD 2018: física – guia de livros didáticos – ensino médio. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretária de Educação Básica, 2017b.

CHOPPIN, A. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, v. 30, n. 3, p. 549-566, set./dez. 2004.

CURTIS, R. V.; REIGELUTH, C. M. The use of analogies in written text. Instructional Science, v.13, p. 99-117, 1984.

DUARTE, M. da C. Analogias na educação em ciências contributos e desafios. Investigações em Ensino de Ciências, v. 10, n. 1, p. 7-29, 2005.

DUIT, R. On the role of analogies and metaphors in learning science. Science Education, v. 75, n. 6, p. 649-672, 1991.

FERREIRA, E. B. M. O pesquisador e a produção científica da pós-graduação brasileira: tendências do debate sobre analogias. 2011. 285 f. Dissertação (Mestrado em Educação Tecnológica) – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais/CEFET-MG, Belo Horizonte.

FERREIRA, E. B. M.; GONÇALVES, I. A. Produção científica brasileira: tendências do debate sobre analogias. Enseñanza de las Ciencias, v. extra, p. 1240-1245, 2013.

FERRY, A. da S.; NAGEM, R. L. Analogias & contra-analogias: uma proposta para o ensino de ciências numa perspectiva bachelardiana. Experiências em Ensino de Ciências, v. 3, n. 1, p. 7-21, 2008.

GLYNN, S.M. Explaining science concepts: a teaching-with-analogies model. In: GLYNN, S.M.; YEARNY, R.H.; BRITTON, B.K. (Orgs.). The Psychology of Learning Science. Hillsdale (EUA): Lawrence Erlbaum, 1991. p. 219-240.

GODOY, L. A. Sobre la estructura de las analogías en ciencias. Interciencia, v. 27, n. 8, ago. 2002.

GONZÁLEZ, M. B. G. La analogía y su presentación en los libros de texto de ciencias de educación secundaria. Enseñanza de las ciencias, v. extra, 2005.

HOFFMAN, R. R.; KEMPER, S. What could reaction-time studies be telling us about metaphor comprehension? Metaphor and Symbolic Activity, v. 2, n. 3, nov. 2009.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago: University of Chicago Press, 2003.

LEITE, A. E.; GARCIA, N. M. D.; ROCHA, M. Tendências de pesquisa sobre os livros didáticos de ciências e física. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, X, EDUCERE, 2011, Curitiba. Anais… Curitiba: PUCPR, 2011, p. 11739-11751.

MONTEIRO, I. G.; JUSTI, R. S. Analogias em livros didáticos de química brasileiros destinados ao ensino médio. Investigações em Ensino de Ciências, v. 5, n. 2, p. 67-91, 2000.

MOURA, H. Vamos pensar em metáforas? São Leopoldo: Editora Unisinos, 2012.

MOZZER, N. B.; JUSTI, R. “Nem tudo que reluz é ouro”: uma discussão sobre analogias e outras similaridades e recursos utilizados no ensino de ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 15, n. 1, 2015.

NAGEM, R. L.; CARVALHAES, D. de O.; DIAS, J. A. Uma proposta de metodologia de ensino com analogias. Revista Portuguesa de Educação, v. 14, n. 1, 2001, p. 197-213.

OLIVEIRA, D.C. Análise de conteúdo temático-categorial: uma proposta de sistematização. Revista de Enfermagem da UERJ, Rio de Janeiro, 2008, v. 16, n. 4, p. 569-576.

OTERO, M. R. ¿Cómo usar analogías en clases de física? Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 14, n. 2, p. 179-187, ago. 1997.

PÁDUA, I. C. A. Analogias, metáforas e a construção do conhecimento: por um processo ensino-aprendizagem mais significativo. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED,26, 2003, Poços de Caldas. Anais… Rio de Janeiro: 2003.

PYNTE, J. et al. The time-course of metaphor comprehension: an event-related potential study. Brain and Language, v. 55, n. 3, p. 293-316, dez. 1996.

ROSA, C. T. W. da; CÓTICA, R. P.; PEREIRA, L. H. Analogias no estudo de eletricidade nos livros didáticos de física. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 15, n. 3, p. 363-379, 2016.

SARDINHA, T. B. Metáfora. São Paulo: Parábola Editorial, 2007.

SILVA, C. A. de S.; MARTINS, M. I. Analogias e metáforas nos livros didáticos de física. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 27, n. 2, p. 255-287, ago. 2010.

SILVA, L. L. da; ALMEIDA, M. J. P. M. de. Prós e contras da linguagem analógica segundo pesquisadores brasileiros: um estudo mediante a análise de publicações em revista científicas. Enseñanza de las Ciencias, v. extra, p. 3614-3618, 2009.

THIELE, R.B.; TREAGUST, D.F. The nature and extent of analogies in secondary chemistry textbooks. Instructional Science, v. 22, p. 61-74, 1994.

ZAMBON, L. B.; PICCINI, I. P.; TERRAZZAN, E. A. Comparando a utilização de analogias em livros didáticos para a educação em ciências. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, VII, 2009, Florianópolis. Anais… Florianópolis: ABRAPEC, 2009.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7941.2019v36n1p69

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >