Física e Poesia: diálogos e potencialidades no ensino de Física

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2020v37n2p351

Palavras-chave:

Ciência e Arte, Ensino de Física, Física e Poesia, Poemas, Poesia

Resumo

Versos de Mário de Sá-Carneiro, James Clerk Maxwell, Manuel Bandeira, Vinicius de Moraes, António Gedeão, Cecília Meireles, entre outros(as) podem carregar nas entrelinhas temas da Física e possibilidades para explorar conteúdos científicos. Objetivamos, a partir de um diálogo sobre Física e Poesia, apresentar a análise de alguns poemas e as potencialidades didáticas e formativas que eles revelam para o ensino de Física. O diálogo com a Poesia permite que o ensino de Física considere os contextos histórico, cultural, social, científico e artístico, visando a uma compreensão mais ampla do conhecimento científico e da realidade.

Biografia do Autor

Monikeli Wippel, Universidade Estadual de Campinas

Licenciada em Física pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática da Universidade Federal do Paraná (UFPR), doutoranda no Programa de Pós-Graduação Multiunidades em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Tem interesse nos seguintes temas: Relação entre Ciência e Arte, Formação de Professores, Divulgação científica e Interdisciplinaridade. 

 

 

 

Camila Silveira, Universidade Federal do Paraná

Licenciada em Química pelo Instituto de Química da UNESP, Araraquara, Mestra e Doutora em Educação para a Ciência pela Faculdade de Ciências da UNESP, Bauru. Atua no campo do Ensino de Ciências, em ações de Ensino, Pesquisa e Extensão, trabalhando com os seguintes temas: Divulgação científica, Educação em Museus, Mulheres nas Ciências, Relação Ciência e Arte, Formação de Professores, Processos e Recursos Didáticos. Atualmente, é professora Adjunta do Departamento de Química, do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática e do Programa de Mestrado Profissional em Química em Rede Nacional da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba.

Referências

ARAUJO-JORGE, T. C.; MEIRELLES, R. M. S.; LUZ, M. R. M. P.; VIEIRA, G. J.; KAMEL, C. L.; GROSSMAN, E.; CAMPOS, M. V.; OLIVEIRA, D. F.; LA ROCQUE, L. Ciência e arte como linha de pesquisa no Instituto Oswaldo Cruz/Fiocruz. In: MASSARANI, L. (Org.) Memórias do Simpósio Ciência e Arte 2006. Rio de Janeiro: Museu da vida/ Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, p. 71-76, 2007.

BANDEIRA, M. Meus Poemas Preferidos. São Paulo: Editora Ediouro, 2005. 208 p.

BOSI, A. O ser e o tempo da poesia. 6. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. 280 p.

COLLINS, P. Rhyme and reason: The Victorian poet scientists. New Scientist, edição 2844, 24 dez 2011. Seção Feature. Disponível em: <https://www.newscientist.com/article/1966743-rhyme-and-reason-the-victorian-poet-scientists/#.U45GAvl_uSo>. Acesso em: 01 set. 2019.

FIORIN, J. L. Em busca de sentido: estudos discursivos. São Paulo: Contexto, 2015. 186 p.

GARCIA-POSADA, M. Explorando el mundo – Poesía de la ciencia. Espanha: Gadir Editorial, 2006. 303, p.

GEDEÃO, A. Obra Completa. 2. ed. Lisboa: Relógio D’Água Editores, 2007. 730 p.

GOLDSTEIN, N. S. Versos, sons, ritmos. São Paulo: Editora Ática, 2006. 111 p.

LYRA, P. Conceito de Poesia. São Paulo: Editora Ática, 1986. Sério Princípios 57. 96 p.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política: livro I. Tradução: Reginaldo Sant’Anna. 33. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014. 570 p.

MECKE, K. R. A Imagem da Literatura na Física. Gazeta da Física, v. 27, n. 4, p. 4-13, nov. 2004.

MEIRELES, C. O Estudante Empírico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. 128 p.

MOISÉS, M. A criação literária: Introdução à Problemática do Literatura. São Paulo: Editora Edições Melhoramentos, 1968. 334 p.

MOISÉS, M. A criação poética. São Paulo: Melhoramentos, 1977. 156 p.

MORAES, V. Antologia Poética. São Paulo: Companhia das Letras, 1992. 328 p.

MORAES, V. Nova Antologia Poética. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. 251 p.

MOREIRA, I. C. Poesia na Sala de Aula de Ciências? Física na Escola, v. 3, n. 1, p. 17-23, 2002.

MORICONI, I. Como e por que ler a poesia brasileira do século XX. Rio de Janeiro: Objetiva, 2002. 156 p.

NEPOTE, J. Almanaque: histórias de ciência e poesia. Campinas: Editora da Unicamp, 2012. 392 p.

PAIXÃO, F. O que é Poesia? São Paulo: Editora Brasiliense, 1982. 104 p.

PAZ, O. O Arco e a Lira: o poema, a revelação poética, poesia e história. São Paulo: Cosac Naify, 2012. 352 p.

PERISSÉ, G. Literatura e Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. 146 p.

RANGEL, M.; ROJAS, A. A. Ensaio sobre arte e ciência na formação de professores. Revista Entreideias, Salvador, v. 3, p. 73-86, jul./dez. 2014.

REIS, J. C.; GUERRA, A.; BRAGA, M.: Ciência e arte: relações improváveis? História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 13, (suplemento), p. 71-87, 2006.

SÁ-CARNEIRO, M. Obra completa. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar, 1995.

SENA, J. A Poesia de António Gedeão. In: GEDEÃO, A. Obra Completa. Lisboa: Editora Relógio D’Água, 2007. p. 43-88.

SILVA, C.; DEVECCHI, P. Análise sobre o “Poema de ser ou não ser” e suas potencialidades didáticas para o ensino de ciências/física. Ciência em tela, v. 10, n. 2, p. 1-9, 2017.

SNOW, C. P. As Duas Culturas e uma segunda leitura. Tradução: SOUZA, G. G.; NETO, R. A. R. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2015. 136 p.

VASCONCELOS, R. Painting the Nails with a Parisian Polish: Modern Dissemination and Central Redemption in the Poetry of Mário de Sá-Carneiro. Pessoa Plural – a Journal of Fernando Pessoa Studies, n. 4, p. 129-151, 2013.

WHEELRIGHT, P. Metaphor and Reality. Bloomington, Indiana University Press, 1968.

WILSON, S. Ciência e Arte – Olhando para trás/olhando para a frente. In: DOMINGUES, D. (Org.), SARETTA et al. (tradução). Arte, Ciência e Tecnologia: passado, presente e desafios. São Paulo: Editora UNESP, 2009. p. 289-498.

ZANETIC, J. Física e Arte: uma ponte entre duas culturas. Pro-posições, v. 17, n. 1, p. 39-57, jan./abr. 2006.

ZANETIC, J. Física e Cultura. Ciência e Cultura, v. 57, n. 3, p. 21-24, 2005.

Downloads

Publicado

2020-08-12

Edição

Seção

Pesquisa em Ensino de Física