Análise dos aspectos motivacionais de estudantes em uma disciplina eletiva de Astronomia

Autores

  • Bruno de Andrade Martins Doutorando em Ensino de Ciências, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Maria Celina Piazza Recena Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2021.e70871

Palavras-chave:

Educação em Astronomia, Ambientes Escolares, Teoria da Autodeterminação

Resumo

Este artigo relata uma pesquisa cujo objetivo foi estudar os aspectos que conduziram à motivação para a participação em uma disciplina de Astronomia por parte do público-alvo (estudantes do ensino médio) em um espaço escolar de ensino. Para o estudo da motivação, usamos como referencial teórico a Teoria da Autodeterminação, que se dedica a estudar aspectos relacionados com a motivação humana. Para nortear a análise, fundamentamo-nos no referencial metodológico qualitativo da Análise Textual Discursiva, que busca a compreensão das novas interpretações a partir dos dados da pesquisa. Como fonte de dados, usamos um questionário respondido pelos participantes no término da eletiva. Os resultados apontam que a Astronomia pode ser considerada potencialmente motivadora para casos semelhantes ao aqui estudado, pois foram diagnosticados, em todos os estudantes participantes, indícios de motivação intrínseca. Os resultados da pesquisa também apontam que a Astronomia deve ser trabalhada de alguma forma na educação básica, pois apresentou estudantes autônomos, competentes e comprometidos com as atividades desenvolvidas.

Biografia do Autor

Bruno de Andrade Martins, Doutorando em Ensino de Ciências, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Física Licenciatura (2010) e mestrado em Ensino de Ciências, área de concentração Ensino de Física (2014), ambos pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Tem experiência na área de Física, com ênfase em Ensino de Física e Ensino de Astronomia. É professor efetivo da rede pública estadual de Mato Grosso do Sul. Atualmente, é doutorando em ensino de ciências, aréa de concentração: ensino de Física, pela UFMS. 

Maria Celina Piazza Recena, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Ensino de Ciências. Professora titular aposentada da Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências, Campo Grande, MS.

Referências

ALVES, M. T. S.; JAFELICE, L. C. Tópicos Astronômicos no Ensino Médio em Natal (RN): Características e Discussões. In: REUNIÃO ANUAL DA SAB, 2005, Águas de Lindóia, SP. Anais... v. 25, p. 79-79, 2005.

ALVES, M. T. S.; ZANETIC, J. O ensino não formal da astronomia: Um estudo preliminar de suas ações e implicações. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, XI, 2008, Curitiba. Anais...

BRASIL. Secretaria de Educação Média e Tecnologia. Parâmetros Curriculares Nacionais: ciências naturais. Brasília. MEC/SEMTEC. 1997.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

BRETONES, P. S. Disciplinas introdutórias de Astronomia nos cursos superiores do Brasil. 1999. (Mestrado) - Instituto de Geociências, UNICAMP.

BZUNECK, J. A. A motivação do aluno: aspectos introdutórios. In: BORUCHOVITCH, E.; BZUNECK, A. (Org.). A motivação do aluno: contribuições da psicologia contemporânea. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2004. Cap.1, p. 9-36.

CANHOTA, C. Qual a importância do estudo piloto? In: SILVA, E. E. (Org.). Investigação passo a passo: perguntas e respostas para investigação clínica. Lisboa: APMCG, 2008. p. 69-72.

CAVENAGHI, A. R. A. Uma perspectiva autodeterminada da motivação para aprender língua estrangeira no contexto escolar. Ciências e Cognição, v. 14, n. 2, 2009.

CAVENAGHI, A. R. A.; BZUNECK, J. A. A motivação de alunos adolescentes enquanto desafio na formação do professor. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, IX, 2009, Curitiba. Anais...

CORDEIRO, P. M. G. Construção e Validação do Questionário de Motivação Escolar Para a População Portuguesa: Estudos Exploratórios. 2010. Dissertação (Mestrado em Psicologia Pedagógica) - Universidade de Coimbra, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Portugal.

DECI, E. L.; RYAN, R. M. Intrinsic motivation and self-determination in human Behavior. Plenum Press, 1985.

ENGELMANN, E. A motivação de alunos dos cursos de artes de uma universidade pública do norte do Paraná. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Comunicação e Artes, Departamento de Educação, Universidade Estadual de Londrina.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmode, 2009.

GUIMARÃES, S. E. R.; BORUCHOVITCH, E. O estilo motivacional do professor e a motivação intrínseca dos estudantes: Uma perspectiva da teoria da Autodeterminação. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 17, n. 2, p. 143-150, 2004.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas S. A, 2008.

ICE, Instituto de corresponsabilidade pela educação. Modelo pedagógico. Recife, 2015.

KANTOR, C. A. A ciência do céu: uma proposta para o ensino médio. 2001. Dissertação (Mestrado) - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo, São Paulo.

LANGHI, R. Um estudo exploratório para a inserção da Astronomia na formação de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru.

LANGHI, R. Astronomia nos anos iniciais do ensino fundamental: repensando a formação de professores. 2009. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru.

LANGHI, R.; NARDI, R. Ensino de Astronomia: erros conceituais mais comuns presentes em livros didáticos de ciências. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 24, n. 1, p. 87-111, abr. 2007.

LANGHI, R.; NARDI, R. Formação de professores e seus saberes disciplinares em astronomia essencial nos anos iniciais do ensino fundamental. Revista Ensaio, v. 12, n. 2, p. 205-224, 2010.

LINHARES, F. R. C.; NASCIMENTO, S. S. Visitas escolares ao observatório astronômico Frei Rosário: Uma análise quantitativa. XII In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, XII, 2010, Águas de Lindóia. Anais...

MARTINS, B. A. Um estudo exploratório sobre os aspectos motivacionais de uma atividade não escolar para o ensino da Astronomia. 2014. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

LANGHI, R.; MARTINS, B. A. Um estudo exploratório sobre os aspectos motivacionais de uma atividade não escolar para o ensino da Astronomia. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 35, n. 1, p. 64-80, 2018.

MORAES, R. Uma Tempestade de Luz: A compreensão possibilitada pela Análise Textual Discursiva. Revista Ciência e Educação, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciências e Educação, v. 12, n. 1, p. 117-128, 2006.

REEVE, J.; DECI, E. L.; RYAN, R. M. Self-determination theory: a dialectical framework for understanding sociocultural influences on student motivation. In: McINERNEY, D. M.; VAN ETTEN, S. (Ed.) Big theories revisited. Greenwich: Information Age Publishing, 2004. Cap. 3, p. 31-60.

ROSA, P. R. S. Instrumentação para o ensino de ciências. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Departamento de Física, Campo Grande, 2011. Cap. v. p. 90-101.

RYAN, R. M.; DECI, E. L. Intrinsic and extrinsic motivations: classic definitions and new directions. Contemporary Educational Psychology, n. 25, p. 54-67, 2000.

RYAN, R. M.; DECI, E. L. Overview of self-determination theory: an organismic dialectical perspective. In: DECI, E. L.; RYAN, R. M. (Ed.). Handbook of self-determination research. Rochester: University of Rochester Press, 2002. Cap. 1, p. 3-33.

Downloads

Publicado

2021-03-25

Edição

Seção

Ensino e aprendizagem de Ciências/Física