Construções de identidades profissionais na interação: algumas implicações para a formação continuada do professor

Paula Baracat De Grande

Resumo


O objetivo do artigo é discutir como identidades profissionais de professores são construídas na interação em um curso de formação continuada na área dos estudos da linguagem destinado a professores alfabetizadores, como também refletir sobre as implicações desse processo para esse tipo de formação. A partir dos Estudos Culturais, as identidades são entendidas como múltiplas e discursivamente construídas. Os dados selecionados, gerados em pesquisa qualitativo-interpretativista de natureza etnográfica, são transcrições de trechos de aulas do curso em que o embate entre professores e formador se torna relevante na construção identitária dos interlocutores. A base teórica parte da concepção dialógica e social da linguagem do Círculo de Bakhtin e se sustenta nos estudos da Linguística Aplicada e na perspectiva dos Estudos de Letramento. Na análise das interações, demonstra-se que, mesmo numa relação institucional em relação ao formador acadêmico em que são posicionadas como alunas, professoras constroem identidades de profissionais fortalecidas na argumentação constituída em um momento de embate entre os interlocutores. Nesse processo, constroem um coletivo e trazem vozes sociais relacionadas a outros cursos e perspectivas de formação do professor no embate com o formador.


Palavras-chave


: identidades; formação continuada de professores; argumentação.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2011v8n2p145

Direitos autorais

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil