Análise da retórica jornalística em notícias de popularização científica

Cristina dos Santos Lovato

Resumo


Neste trabalho, analisamos a retórica jornalística em 30 notícias de popularização científica, publicadas nos sites das revistas especializadas em jornalismo científico: Ciência Hoje, Galileu e Scientific America Brasil, a fim de verificar como os sentidos de objetividade e de imparcialidade são construídos discursivamente nesses textos. Utilizamos como aparato teórico o Sistema de Avaliatividade proposto por Martin e White (2005), enfatizando o Subsistema de Engajamento. Os resultados indicam a predominância da expansão dialógica por meio de modalizações e de citações e relatos. No entanto, a exclusividade da voz do cientista que realizou a pesquisa popularizada, como a única fonte de avaliação dos fenômenos científicos reportados, anula a objetividade e a imparcialidade nesses textos. Observamos, portanto, uma contradição em relação ao papel da popularização da ciência na sociedade. Nas notícias analisadas, o jornalista assume o papel de mero informante (MOTTA-ROTH; LOVATO, 2011), restringido o processo de popularização da ciência a uma tradução e simplificação das descobertas científicas (HILGARTNER, 1990).


Palavras-chave


Retórica jornalística; Avaliação na linguagem; Notícias de popularização científica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2011v8n2p177

Direitos autorais

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil