A designação de nome fantasia em língua alemã em Marechal Cândido Rondon, Paraná

Franciele Maria Martiny, Clarice Nadir von Borstel

Resumo


Este estudo aborda a relação entre língua e cultura, a partir da denominação de nomes fantasias que referenciam empresas comerciais, uma vez que a forma referencial pode resultar do sentido que é dado ao nome, constituído por seu funcionamento linguístico e sociocultural. O objetivo é realizar, dentro do aporte teórico da sociolinguística, uma pesquisa qualitativa e quantitativa em torno das escolhas lexicais (por meio de empréstimos linguísticos/estrangeirismos ou não) feitas pelos empresários ao nomearem seus estabelecimentos. Para tanto, foi realizado o levantamento da origem dos nomes de todas as empresas de Marechal Cândido Rondon, Paraná. Na sequência, a partir do uso de germanismos na escolha do nome comercial, foi realizado um roteiro de entrevista com empresários para identificar a relação entre a escolha lexical e o falante. A partir da investigação verificou-se que, embora o município tenha sido colonizado em sua maioria por descendentes alemães, o uso da língua alemã aparece pouco nas designações comerciais.


Palavras-chave


língua alemã; empréstimo linguístico; denominações comerciais; nome fantasia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2013v10n2p126

Direitos autorais

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil