A produção das vogais altas anteriores do inglês por aprendizes brasileiros

Alison Roberto Gonçalves, Rosane Silveira

Resumo


O presente estudo reporta resultados preliminares de uma pesquisa de mestrado que lida com a produção das vogais altas anteriores do inglês por aprendizes brasileiros do idioma. Estes participantes estavam matriculados em cursos de extensão de inglês – nível um – na Universidade Federal de Santa Catarina quando a coleta de dados ocorreu. São apresentadas plotagens de dados em versão normalizada e não normalizada para se observar como as vogais altas anteriores estão organizadas na interlíngua dos participantes. Os resultados indicam que ambas vogais são produzidas como equivalentes e tendem a sobrepor-se. A vogal tensa foi rebaixada e centralizada, enquanto a vogal frouxa foi alçada e anteriorizada. Em conclusão, observa-se uma tendência para que estas duas categorias distintas fossem combinadas em uma, corroborando com o Speech Learning Model proposto por Flege (1995).


Palavras-chave


interlíngua, produção, características acústicas, vogais altas anteriores.

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2014v11n1p9

Direitos autorais

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil