Procedimentos heurísticos no processamento linguístico? Um estudo sobre a interpretação de expressões quantificadas no PB

Erica dos Santos Rodrigues, Mercedes Marcilese

Resumo


O presente artigo faz parte de uma pesquisa mais ampla sobre a interpretação preferencial – coletiva ou distributiva – atribuída a expressões contendo os quantificadores universais cada, todo e todos no português brasileiro (PB). Este trabalho traz uma revisão dos resultados de estudos prévios e reporta dois novos experimentos de compreensão, nos quais é explorado o papel do contexto prévio na compreensão de expressões quantificadas. Os resultados experimentais são discutidos à luz de propostas segundo as quais, durante o processamento linguístico, o parser pode ser orientado por estratégias heurísticas, não sendo guiado apenas por procedimentos estritamente algorítmicos/estruturais. É ponderado ainda em que medida a profundidade do processamento conduzido pode ser afetada pela situação experimental específica – levando em consideração o tipo de tarefa a ser realizada pelos participantes e as informações prévias disponíveis – e pode ter, como consequência, reflexos no tipo de interpretação associada às expressões quantificadas.


Palavras-chave


Processamento linguístico; Procedimentos heurísticos; Expressões quantificadas; Português brasileiro

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2014v11n3p308

Direitos autorais 2015 Fórum Linguístico

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil