O papel da recursividade no desenvolvimento de habilidades cognitivas superiores: um estudo experimental na aquisição do português brasileiro

Luciana Teixeira, Ana Paula da Silva

Resumo


Neste estudo, de base experimental, focaliza-se a relação entre o desenvolvimento linguístico e a compreensão de tarefas-padrão de Crenças Falsas (CFs) de 1ª ordem por crianças em processo de aquisição do Português Brasileiro (PB). Investiga-se em que medida o domínio de estruturas específicas da língua, como a sintaxe de complementação, afeta a condução desse tipo de raciocínio por crianças de 3-4 anos, conforme proposta de de Villiers (2004, 2005 e 2007). Adota-se uma concepção minimalista de língua (CHOMSKY, 1995-2001), aliada à hipótese de Bootstrapping Sintático (GLEITMAN, 1990). Reportam-se resultados de uma atividade experimental constituída de 3 pré-testes e de uma tarefa clássica de CF de mudança de localização, aplicados a crianças de 3-4 e 5-6 anos de idade. Os resultados sustentam a hipótese de que a sintaxe de complementação não é condição suficiente para que o domínio de CFs se estabeleça.


Palavras-chave


Aquisição da linguagem; Teoria da mente; Interface; Crenças falsas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2014v11n3p340

Direitos autorais 2015 Fórum Linguístico

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil