Formação de grupos em uma turma de Português como Língua Estrangeira: quando a amizade ajuda o aprendizado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2015v12n2p621

Palavras-chave:

Interação, Português língua estrangeira, Aprendizagem

Resumo

Este artigo objetiva mostrar como, em uma turma multiétnica de Português para alunos estrangeiros, formam-se grupos entre os alunos. Foram analisados dados colhidos em duas turmas de alunos intercambistas em uma universidade de Minas Gerais, Brasil, a partir de referenciais teóricos da Sociolinguistica Interacional e da geografia cultural. Por meio da triangulação de dados de mapas de sala, entrevistas com os alunos e diário de campo, observou-se longitudinalmente como se formaram os grupos na sala de aula e qual foi o impacto dessa formação no modo como esses alunos desenvolveram suas habilidades de fala e escuta de português. Observou-se que aqueles alunos que foram capazes de se relacionar com mais colegas na sala de aula foram os que desenvolveram mais suas habilidades de interação em língua portuguesa.

Biografia do Autor

Eloisa Jardim Barino Ferraz, Universidade Federal de Juiz de Fora Unipac Barbacena

Professora Mestre na área de ensino de Língua Portuguesa; atua na rede estadual de ensino de Minas Gerais e leciona na Universidade Presidente Antônio Carlos, Unipac Barbacena.

Denise Barros Weiss, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora doutora na Universidade Federal de Juiz de Fora, departamento de Linguística.

Downloads

Publicado

2015-08-14

Edição

Seção

Artigo