Pensiero e parola in Lev S. Vygoskij

Autores

  • Augusto Ponzio Professor de Linguagem e membro do departamento de Práticas Lingüísticas e Análise de Texto na Universidade de Bari (Itália), suas principais áreas de pesquisa são Filosofia da Linguagem, Lingüística, Semiótica e Teoria Literária. http://orcid.org/0000-0002-9985-2259

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2016v13n4p1541

Palavras-chave:

Vigotski, Subentendidos

Resumo

Augusto Ponzio, neste ensaio, retoma o sétimo capítulo da obra ‘Pensamento e Linguagem’, de Lev Vigotski, publicada em 1934, no qual o autor bielorrusso defende a tese de que o pensamento se realiza na linguagem. O filósofo italiano, ao retomar essa conhecida abordagem vigotskiana, focaliza a complexidade das relações nela implicadas, aludindo a especificidades de tradução e compreendendo haver pontos de convergência entre o enfoque vigotskiano e o pensamento do Círculo de Bakhtin, com especial menção à discussão sobre subentendidos. O ensaio recupera importantes aspectos do contexto histórico do pensamento do autor bielorrusso, mencionando eixos sustentadores de sua obra e destacando as funções da linguagem sob a ótica vigotskiana, bem como a fecundidade dessa abordagem para questões educacionais.

 

Biografia do Autor

Augusto Ponzio, Professor de Linguagem e membro do departamento de Práticas Lingüísticas e Análise de Texto na Universidade de Bari (Itália), suas principais áreas de pesquisa são Filosofia da Linguagem, Lingüística, Semiótica e Teoria Literária.

Professor de Linguagem e membro do departamento de Práticas Lingüísticas e Análise de Texto na Universidade de Bari (Itália), suas principais áreas de pesquisa são Filosofia da Linguagem, Lingüística, Semiótica e Teoria Literária.

Publicado

2016-01-02