A multimodalidade nas revistas eletrônicas gerenciadas pelo Open Journal Systems (OJS) a partir da perspectiva da Semiótica Social

Autores

  • Leila Rachel Barbosa Alexandre Universidade Federal de Minas Gerais e Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2017v14n3p2362

Palavras-chave:

Semiótica social, Multimodalidade, Revistas acadêmicas eletrônicas

Resumo

O presente artigo objetiva analisar, considerando a perspectiva da Semiótica Social, a organização multimodal de revistas acadêmicas eletrônicas produzidas e geridas pelo Open Journal Systems (OJS) a partir dos quatro domínios relacionados à construção de significados dos textos multimodais: discurso, design, produção e distribuição. Em virtude desse objetivo, tomamos como base teórica, principalmente, Kress e Van Leeuwen (2001, 2006) e Kress (2003, 2015) e analisamos, além de exemplares dessas revistas eletrônicas, informações constantes no manual que trata da utilização do OJS. Tendo em vista a análise empreendida, foi possível verificar forte influência das ideologias da comunidade discursiva acadêmica e das suas práticas tradicionais em meio impresso na orquestração multimodal das revistas analisadas.

Biografia do Autor

Leila Rachel Barbosa Alexandre, Universidade Federal de Minas Gerais e Universidade Federal do Piauí

Doutoranda em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora da Universidade Federal do Piauí.

Downloads

Publicado

2017-09-25

Edição

Seção

Artigo