A parataxe nos escritos do Profeta Gentileza

Ivo Costa Rosário, José Marcos Barros Devillart

Resumo


Neste artigo, investigamos o processo de integração de orações por meio de relações paratáticas presentes nos escritos do Profeta Gentileza. Utilizamos pressupostos teórico-metodológicos oriundos da Linguística Funcional Centrada no Uso. Propomos uma análise que compreenda a parataxe no nível discursivo, e a atuação do princípio da iconicidade na organização linguística do texto, com o aporte teórico das unidades retóricas. Objetivamos apresentar uma reflexão sobre as pressões pragmático-discursivas que atuam nas unidades constitutivas do discurso, demonstrando que o processo de parataxe é influenciado por fatores que estão além do nível estritamente linguístico. Concluímos que as orações mais curtas da parataxe facilitam a repetição e a memorização, aspecto comum dos textos religiosos e propagandísticos. Além disso, o uso da parataxe é uma estratégica compatível com o paralelismo frequentemente adotado pelo Profeta Gentileza.


Palavras-chave


Discurso; Parataxe; Iconicidade

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2017v14n4p2637

Direitos autorais 2017 Fórum Linguístico

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil