Atividades de produção de textos em livros didáticos do ensino médio: uma prática discursiva

Autores

  • Adelino Pereira dos Santos Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2017v14n4p2730

Palavras-chave:

Livros didáticos do Ensino Médio, Atividades de produção de textos, Prática discursiva

Resumo

A partir de um dispositivo teórico heterogêneo, o trabalho de pesquisa apresentado neste artigo procede de nossa  tese de doutorado,  que teve como objetivo de investigação analisar edições de livros didáticos  de Matemática, Química, Física, Biologia,  História, Geografia e Língua Portuguesa, distribuídos pelo Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio (PNLEM) no ano de 2009 e adotados por três escolas na região do Recôncavo do estado da Bahia, para: 1 – descrever que condições de escrita são fornecidas aos alunos do Ensino Médio; 2 – analisar se as atividades de produção de textos escritos contribuem para a formação de produtores de textos autênticos; 3 – apresentar uma relação dos gêneros discursivos sugeridos para a produção de textos escritos; e, 4 – identificar que concepções e/ou pressupostos teóricos sobre língua e sobre texto podem ser inferidos a partir da análise discursiva das atividades de produção de textos escritos.  Neste artigo, apresentamos uma síntese das análises de apenas duas das coleções didáticas, uma de Português e outra de Matemática.  A análise discursiva revelou a predominância do Discurso Pedagógico Tradicional sobre o Conteúdo de Língua Portuguesa (DPT) na origem e constituição da maioria das atividades de produção de textos escritos nos livros didáticos investigados. 

Biografia do Autor

Adelino Pereira dos Santos, Universidade do Estado da Bahia

Doutor em Letras. Professor adjunto da Universidade do Estado da Bahia, Departamento de Ciências Humanas do Campus V. Professor do Mestrado Profissional em Letras.

Publicado

2017-12-31

Edição

Seção

Artigo