Apontamentos teóricos sobre o humor e seus recursos

Renato Pincelli, Marcos Américo

Resumo


Neste artigo são reunidas e apontadas teorias e definições em torno do humor e de conceitos correlatos, como comédia e riso. Para tanto, são expostas teorias consagradas na área, tais como as da superioridade, do alívio e da incongruência, assim como outras menos destacadas como as teorias conceitual e da violação.  Em seguida, são apresentadas definições dos recursos humorísticos como a ironia, o sarcasmo, a sátira, o exagero, o estereótipo, dentre outras. Esses recursos linguísticos estão por trás do funcionamento dos textos humorísticos e considera-se importante entendê-los antes da análise de qualquer material do gênero. Esses apontamentos têm, portanto, o objetivo de servir como base para estudos acadêmicos sobre o humor nas mais diversas áreas do conhecimento.


Palavras-chave


Humor; Recursos de humor; Teorias de humor; Riso; Comédia

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALEGORIA. In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 2008-2013. Disponível em: https://www.priberam.pt/dlpo/alegoria. Acesso em: 4 jan. 2018.

BLUDHÖRN, H. Coerência e discurso na cognição. Cadernos de Letras, Rio de Janeiro, n. 24, p. 85-106, maio./ago. 2008. Disponível em http://www1.ids-mannheim.de/fileadmin/gra/texte/kohaerenz.pdf. Acesso em: 15 jan. 2018.

BRAGA, R. 200 crônicas escolhidas. Rio de Janeiro: Record, 2013.

ABSURDO. In: E-Dicionário de Termos Literários (EDTL). Coord. de Carlos Ceia. Lisboa. Disponível em: http://edtl.fcsh.unl.pt/business-directory/6539/absurdo/. Acesso em: 15 jan. 2018.

CEIA, C. E-Dicionário de termos literários (EDTL). Lisboa, dez/2009. Disponível em: http://edtl.fcsh.unl.pt/businessdirectory/6539/absurdo. Acesso em: 15 jan. 2018.

DIGRESSÃO. In: E-Dicionário de Termos Literários (EDTL). Coord. de Carlos Ceia. Lisboa. Disponível em: http://edtl.fcsh.unl.pt/business-directory/6737/digressao/. Acesso em: 15 jan. 18.

DALCASTAGNÁ, R. Entre silêncios e estereótipos: relações raciais na literatura brasileira contemporânea. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 31, p. 87-110, 2008. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/estudos/article/view/9434. Acesso em: 15 jan. 2018.

ESTEREÓTIPO. In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 2008-2013. Disponível em: https://www.priberam.pt/dlpo/estere%C3%B3tipo.Acesso em: 4 jan. 2018.

FIGUEIREDO, C. Porque rimos: um estudo do funcionamento do humor na publicidade. Comunicação & Sociedade, v. 33, n. 57, p. 171-198, jan./jun. 2012.

FREUD, S. Edição standard brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Volume VIII - Os Chistes e a sua Relação com o Inconsciente (1905). Rio de Janeiro: Imago Editora, 2016.

IRONIA. In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 2008-2013. Disponível em: https://www.priberam.pt/dlpo/ironia. Acesso em: 4 jan. 2018.

JERÓNIMO, N. A. Humor na sociedade contemporânea. 268f. 2015. Tese (Doutorado em Sociologia) – Universidade da Beira Interior, Covilhã, 2015.

JUNKES, L. O processo de alegorização em Walter Benjamin. Anuário de Literatura Pós-Graduação em Literatura (UFSC), Florianópolis, v. 2, n. 2, p. 126-137, 1994. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/viewFile/5361/4758. Acesso em: 15 jan. 2018.

MINOIS, G. História do riso e do escárnio. São Paulo: Unesp, 2003.

MULAS, D. G. A. Breve estudio sobre The Rape of the Lock de Alexandre Pope. Aula: Revista de Pedagogía de la Universidad de

Salamanca, n. 2, p. 45-52, 1989. Disponível em: https://gredos.usal.es/jspui/bitstream/10366/68971/1/Breve_estudio_sobre_The_rape_of_the_lock.pdf . Acesso em: 20 jan. 2019.

PARÓDIA. In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 2008-2013. Disponível em: https://www.priberam.pt/dlpo/par%C3%B3dia. Acesso em: 15 jan. 2018.

PINHEIRO, K. C. L. Hipérbole como argumento retórico. Mediação, Belo Horizonte, v. 15, n. 16, p. 151-167, jan./jun. 2013. Disponível em: http://www.fumec.br/revistas/mediacao/article/view/1374/pdf. Acesso em: 15 jan. 2018.

POSSENTI, S. Estereótipos e identidades: o caso nas piadas. In: POSSENTI, S. Humor, língua e discurso. São Paulo: Contexto, 2010.

SÁTIRA. In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 2008-2013. Disponível em: https://www.priberam.pt/dlpo/s%C3%A1tira. Acesso em: 4 jan. 2018.

SEVERO, D. H. A telenovela em programas de humor e os recursos para o riso em "Tá no Ar: a TV na TV". 90f. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Publicidade e Propaganda) – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

TABACARU, S. Uma visão geral das teorias do humor: aplicação da Incongruência e da Superioridade ao sarcasmo. Trad. Douglas

Rabelo de Sousa, Maria Gabriela Rodrigues de Castro, Winola Weiss Pires Cunha, Filipe Mantovani Ferreira. EID&A - Revista

Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação, Ilhéus, n. 9, p. 115-136, dez. 2015.

VEATCH, T. A theory of humor. Humor, the International Journal of Humor Research, may 1998. Disponível em: http://www.tomveatch.com/else/humor/paper. Acesso em: 24 jan. 2018.

VERA, V. Linguisterria: um chiste. 1999. Tese (Doutorado em Linguística) –-Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas,1999. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/270856. Acesso em: 21 jan. 2019.




DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2019v16n4p4217

Direitos autorais 2020 Fórum Linguístico

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil